Robotarium de Vila Franca desactivado

Era simultâneamente uma peça de arte pública e um cruzamento entre arte, ciência e biologia. Não resistiu ao vandalismo, que incluiu até disparos de balas.

Este é o tipo de notícia a que bastaria um “sem comentários” para mostrar desacordo, incompreensão e condenação, não fosse uma afirmação  do autor, o artista Leonel Moura:

Leonel Moura mostra-se resignado perante a situação, considerando que os atos de vandalismo são fruto do momento conturbado que o país atravessa

Infelizmente duvido que, mesmo se os tempos que o país atravessa não fossem conturbados, este tipo de vandalismo não existiria. Trata-se de um problema de (falta de) cultura e de civismo, e está inscrito mais fundo do que a mera circunstância das dificuldades do momento. Lamentavelmente.

Comments

  1. ah as dificuldades e tal says:

    Aqui as dificuldades foram na educação parental e escolar:escarrar no chão,deitar lixo pela janela do carro quando conduzem,esgravatar o nariz e comer os macacos,deixar o lixo doméstico junto aos recipientes de reciclagem,escavacar os transportes públicos e assentar os chispes nos respectivos bancos,estacionar nos locais para deficientes e “despachar-se”mais rápido que os outros nas caixas prioritárias,etc,etc.Aqui a carola é que precisa um “reajustamento”.


  2. Pérolas a porcos. Cobardes, ignorantes e orgulhosos disso, preguiçosos para o que interessa e despachados para a asneira, mesquinhos, invejosos e por aí fora.
    Que vão para a puta que os pariu e que não apareçam em manifestações, que essa escumalha só merece miséria. Povo de merda.


  3. Esse tal Leonel é estúpido não?

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.