Prémio Camões para Mia Couto

FLIP 2007

Pela segunda vez o júri acertou; Mia Couto, tal como Luandino Vieira, além da escrita recomeçaram a língua de outro continente para fora. Valem muito mais que papel pintado com tinta.

Falta o Mário de Carvalho, e os três escritores vivos que leio estariam premiados.  Pela rotatividade continental, espero que seja para o ano.

Adenda: sim, é o meu gosto pessoal, sem desprimor para com outros. A literatura gosta-se, come-se, mastiga-se, devora-se. Quem tem outro palato, problema seu.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.