Adelino Calado, um capataz ao serviço de qualquer ministro

O primeiro  capacho de serviço, que convocou todos os professores do agrupamento de escolas  onde é director para o serviço de exames na próxima 2ª feira, tem cadastro: já era um modelo na aplicação das avaliações à moda de Maria de Lurdes Rodrigues. Um exemplo a seguir, do director amigo dos autarcas

e apoiante óbvio do candidato do PSD que o manterá no lugar. Que sirva de uma vez por todas de exemplo para os que acreditaram na política de destruição da escola pública de Sócrates: o objectivo era este, colocar à frente das escolas boys de qualquer idade, desde que servis perante o poder político. Conseguiram. Não fosse isso e Nuno Crato não era ministro desde o ano passado.

informação via Contra-Reaccionário

Comments


  1. Há sempre fiéis servidores , como os vendihões
    do tempo , tipo bonecos sempre em pé .
    Estamos entregues aos bichos . Mão há coe-
    rência , nem palavra , só falta dela , como pu-
    njadas pelas costas .

  2. Carlos Rolo says:

    Já cá faltava a referência a Sócrates. Melhor bode expiatório não há.


    • O corrupto e depravado Socartes é alguma figura
      intocável , que foi dos políticos mais indecentes
      até hoje , que só fez porcaria e no tempo dele os
      professores também tiveram que ter uma grande
      luta ou será que já estão esquecidos .
      Custa-me a crer que ainda haja alguém que de-
      fenda tal sujeito . Se calhar é igual a ele , tipo ai
      os homens . Não me falem nesse gajo , um bandi-
      do , apesar dos seus conspurcados gostos sexuais .
      É tão homem , tão homem que só gosta de homens.


    • Animais à parte, Maria de Lurdes Rodrigues transformou a escola pública portuguesa nisto. Contra factos não há choradinho que argumente, nem pior cego do que aquele que se recusa a ver.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.