A ralé que nos governa

Foi transmitida há alguns anos na televisão uma série americana chamada «Um Homem Sem passado». Versava essa série sobre um homem que, de repente, depois de uma ida ao wc de um restaurante, ficou sem qualquer tipo de laço ao passado. A esposa disse que não o conhecia e que o seu marido era outro, a mãe não se lembrava dele, nenhum amigo ou conhecido recordava a sua existência, cartões de crédito e demais documentos eram dados como inválidos. Ao longo de 24 episódios, o homem vai-se apercebendo de que tudo faz parte de uma conspiração na qual está envolvido o próprio Governo. Não pode recorrer à Polícia, não pode recorrer aos tribunais, toda a gente está envolvida na conspiração.
Lembrei-me desta série nos últimos tempos à medida que a situação política no nosso país se ia transformando naquilo que é hoje: um bando de criminosos e de fora-da-lei que actua à margem de qualquer tipo de legalidade e de respeito pela democracia. Eles desrespeitam as leis, mudando-as sempre que a realidade não lhes obedece, e fazem simplesmente o que querem, mostrando prepotência e reles sentimentos de vingança contra quem algum dia os ousou afrontar.
Tal como o Homem Sem Passado, a quem podemos recorrer? Qual é a nossa esperança? Nada, tudo foi minado, tudo foi envolvido naquela que é a maior das conspirações para entregar ao capital todo e qualquer rendimento do trabalho.
Não podemos recorrer ao Tribunal Constitucional. A ralé que nos governa faz tábua-rasa das suas decisões e diverte-se a afrontá-lo a cada momento. O Tribunal manda pagar um subsídio em Julho, ele é pago em Novembro e se na altura houver dinheiro. Muda-se a lei e está a andar.
Também não podemos recorrer ao Presidente da República. Aquele que jurou defender a Constituição e exercer a magistratura em nome de todos os portugueses demitiu-se de qualquer influência que pudesse ter. Sequestrado pelo Governo, não passa hoje de um joguete cuja existência serve apenas para fingir que Portugal ainda vive numa democracia.
De quando em vez, a esperança ainda vai residindo no parceiro de coligação e nos cálculos que este vai fazendo sobre a melhor altura de «saltar fora». Mas também ele está sequestrado pelos cálculos eleitorais e pela chantagem dos submarinos que continua a envolvê-lo.
Tal como o Homem Sem Passado, não temos a quem recorrer. Fragilizados, pobres, vamos definhando a cada momento às mãos de uma quadrilha de malfeitores. Até ao fim.

Comments

  1. vitor cambra says:

    Não temos é futuro….

  2. Amadeu says:

    Não me obriguem a vir para a rua matar …


  3. E como é que acabou a historia?

  4. adelinoferreira says:

    Odeio estes mafiosos que nos governam, que
    condenam à miséria e ignorância , centenas de
    milhares de portugueses que para subreviver,
    têm apenas a força do seu trabalho.
    ATÉ QUANDO? ATÉ QUE OS HOMENS QUIZEREM!

  5. adelinoferreira says:

    errata-sobreviver!


  6. Este Governo começou a roubara esperança aos portugueses, e o Cavaco com a sua colagem ao governo acabou com alguma réstia de esperança de dias melhores que poderiam ainda vir, a única coisa que resta aos portugueses é a fé em Deus para os que acreditam que haja Deus.


  7. Olá,
    Criei uma petição e espero que possa assiná-la e repassá-la. Ela se chama: Reajuste do salário mínimo para R$2.500,00/R$3.000,00.

    Eu realmente me preocupo sobre este assunto e juntos nós podemos fazer algo a respeito disso! Cada pessoa que assina nos ajuda a chegarmos mais próximo do nosso objetivo inicial de 500 assinaturas — será que você pode nos ajudar assinando a petição?

    Clique aqui para ler mais a respeito e assine:
    http://www.avaaz.org/po/petition/Reajuste_do_salario_minimo_para_R250000R300000/?launch

    Campanhas como esta sempre começam pequenas, mas elas crescem quando pessoas como nós se envolvem — por favor reserve um segundo agora mesmo para nos ajudar assinando e passando esta petição adiante.

    Muito obrigada


  8. Claro que temos estado a ser governados nestes últimos
    anos por foras-da-lei de todos os partidos , é preciso não
    esquecer isso .
    Isto precisa de uma REVOLUÇÃO MUNDIAL , para se aca-
    bar com a CORRUPÇÃO e as injustiças .
    Tudo está nas nossas mãos sigamos o exemplo do Brasil
    da Turquia , da Tunísia e de muitos outros Países .
    Em Portugal as coisas estão mal por culpa dos Portugueses
    que com a sua passividade acabam por ser coniventes com
    todos aqueles que nos exploram e roubam .

  9. ARTUR ALMEIDA says:

    PRECISAMOS URGENTEMENTE DE ALGUNS BUIÇAS

  10. nascimento says:

    Foram Espanhóis que votaram nestes merdas?Serão Espanhóis os que irão votar no Paulinho nas próximas eleições?Viram o Paulinho na feira de Santarém?,Ouve alguém que o mandasse…pra??não me f…….dass….badamerda.

  11. nascimento says:

    Já dizia o Maradona…

  12. LUIS COELHO says:

    O BIÇA ACABOU COM A MONARQUIA NUM ÁPICE!

  13. sinaizdefumo says:

    Muito bom texto mas discordo do título. Bem sei que as palavras vão mudando de sentido, e pode ser este o caso, mas ralé é (era) um termo pejorativo dado às classes sociais mais baixas.

  14. Eu mesma says:

    Gostava que alguém me explicasse desde quando o Bibelot de Boliqueime é refém deste desgoverno, se foi ele, o traidor da Pátria nº 1, que fez de tudo mas mesmo de tudo para meter o steps rabbit no poleiro, mau grado as trafulhices socretinas e xuxas. sem falar nos seus parceiros de BPN e quintas das coelhas que não só não foram investigados, nem presos, e continuam a mamar do fraco erário público, dando de vez em quando ares de sua gracinha como “conselheiros de estado”.
    Gostava também que alguém me explicasse onde estiveram, durante todos estes anos, a seriedade, a honestidade, a isenção e independência da “classe” de magistrados, os quais apenas espernearam quando os seus interesses e benesses que os engordam a cada dia foram postos em causa. Onde está a moral desses indivíduos que não tiveram o menor pejo em engordar à custa da fome alheia, que com os seus esquemas e compadrios, iam arranjando formas de vida superiores à média nacional e se enredaram de tal forma com estes políticos que agora querem respeito e não vêem sequer que deixaram de o merecer há muito, e que inclusive podiam ter contestado certas leis escandalosas, só não o fazendo pq certos privilégios viciam. Só para perceber umas coisas, não levem a mal.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.