Ensino e genuflexão do estado

crucifixo escola
Grupo GPS à parte, a ideia em cheque é esta: as escolas católicas seleccionarão os meninos e meninas bem comportados que frequentarão as suas catequeses. Quem paga? nós. Legitimidade? nenhuma. Estado laico? fica para os meninos e meninas mal comportados que ainda não foram despejados no esgoto, perdão, no ensino vocacional.

Mais cara, de pior qualidade, sustentado por todos nós,  pretende-se engordar esta gordura do estado. Numa altura em que nas pensões o governo separa a autoridade judicial e armada dos cortes, faltava a prendinha à igreja.

Deus, Pátria, e uma família governamental de netos de putas com mães em igual meretrício. É o que temos.

Comments


  1. Assino por baixo, João José Cardoso.
    sou filho da escola pública porque filho de pais que frequentaram colégios privados (o Brutero e as Doroteias) não queriam tal coisa para seus filhos.


  2. Pois é cheque-ensino + cheque dentista + todos os cheques que se lembram de cobrar e fico com a conta vazia ++ etc


  3. Se a memória não me falha este Grupo GPS , tinha o GPS
    só alinhado para a corrupção .

Trackbacks


  1. […] que esta seja mais uma medida para facilitar a progressiva privatização do ensino e do país. Os privados saberão agradecer a quem lhes anda que andam a vender o Estado a preço de saldo: quanto tomarem conta disto tudo, os […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.