Vou abrir uma escola nova

Aluno-tipo da minha futura escola

Aluno-tipo da minha futura escola


Entusiasmado com a proposta de Paulo Portas para a reforma do Estado, decidi abrir uma escola nova logo que possível. Já falei com alguns dos meus colegas – só quero os que dão melhores notas – e já estabeleci algumas regras básicas.
Na minha escola, só entrarão os melhores alunos. Média de 4 pelo menos. Alunos com nível 3 borda fora. Penso que a lei vai permitir, certo? Afinal, pelo que percebo, isto vai ser uma espécie de contrato de associação como nos colégios.
Espero que o Estado não boicote o meu projecto. Seria inconcebível! É que os nossos filhos devem poder escolher a escola, mas ninguém garante que a escola os escolha a eles. É assim que deve ser e não podia ser de outra forma.
Acho que vai ser um sucesso. Daqui a 3 anos a minha escola vai estar no topo dos «rankings»!

Comments


  1. se eu te oferecer umas luvas para o frio, aceitas o meu filho com média de 3? Não tenho dúvidas do “potencial” dessa escola para transformar o meu filho num aluno brilhante…


  2. À partida e sem conhecer mais detalhes esta medida parece-me perfeitamente idiota, porque parece ser a aplicação do princípio nefasto das PPP’s à educação. Por outro lado, para convencer um grupo de professores a aceitar este modelo, o governo teria de pagar mais do que aquilo que gasta actualmente com as escolas e sem aparente melhoria na qualidade de ensino.

    No entanto, espanta-me que os professores, sempre tão críticos da actuação dos sucessivos ministros e governos no campo da educação, neguem liminarmente esta medida que, aparentemente, lhes daria a oportunidade para colocar em prática as teorias mirabolantes que têm para o ensino em Portugal.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.