Um novo partido de extrema-direita em Portugal

A tentativa de criar um novo partido de extrema-direita e de lhe chamar Partido Libertário Português começa por ser um insulto à memória dos anarquista portugueses, que ao longo de décadas e até serem dizimadas por Salazar estiveram na primeira linha da luta pela liberdade e pelos direitos dos trabalhadores portugueses. Já uns chavalos tinham gozado com o jornal A Batalha, faltava mais esta.

Lendo os seus propósitos, nomeadamente a ausência de direcção política, quero-me rir com o que decidirá o Tribunal Constitucional se as assinaturas alguma vez lá chegarem. Entretanto, depois do nojo vem a piada, há uma originalidade na criação deste partido: pelos vistos já conta com o apoio do deputado Michael Seufert, esse mesmo, o que frequenta um mestrado sem ter acabado a licenciatura, seguindo as suas palavras: há que sair da zona de conforto, aguardemos pois que abandone o sofá CDS. michael seufert

Comments

  1. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    Apenas uma dúvida: com o PSD e o CDS no activo, a extrema-direita não está bem representada? Ou pretende colocar-se estes partidos – a Cambada, como lhe chamo – ainda mais à direita?
    No que toca à Anarquia, estarei mais de acordo, mas não no sentido nobre deste termo.
    Anarquia é um regime sublime, mas quando é representado por crápulas, toma um sentido pejurativo.
    É exactamente esse sentido que está presente no modo como a Cambada e o seu mentor têm conduzido a política no nosso País.


  2. Extrema-direita? Essas noções de geografia política têm que se lhe diga. É de extrema-direita defender a legalização de drogas por exemplo? Em matéria de costumes provavelmente estarão bem próximos da tua área…
    Espero que consigam a legalização, o CDS/PP e PSD não representam todas as pessoas que não se revêm na esquerda. Aliás, se à esquerda existem várias sensibilidades, porque não mais à direita? Embora a ideologia Libertária não seja exactamente de Direita. Temos que ficar amarrados aos partidos do arco da governação ou então ir para o PNR? Com o qual não há convergência possível para um Liberal, quanto mais para um libertário…


    • A quem invoca Ayn Rand podemos atribuir outra designação: direita psicopata.
      Esta gente mata, por omissão ou individualismo, banalizam o mal. E os criminosos colocam-se nas extremidades, não cabem noutro sítio.

    • Nightwish says:

      Se existem partidos que ignoram a realidade em torno de uma ideologia, que mais chamar-lhes senão extremistas?

  3. Carvalho N.A. Folha says:

    E se essa gentinha da direita fosse para a Senhora Honrada Que Os Deu À Luz, não fariam melhor figura?

  4. João Luís says:

    Tentar localizar o libertarianismo/anarco-capitalismo na esquerda, ou na direita é uma anecdota que nunca sai de moda. Supreende-me como é que ainda exploram tal fonte de risota. O Libertarianismo implica 100% de liberdade pessoal e económica, coisa que ninguém defende nem na esquerda, nem na direita. Don’t tread on me! Virem agora falar em extrema direita….


    • Já sabemos: o PNR não é de direita, o próprio Salazar era mais da nação, ninguém é de direita. Nem quem sobrepõe a liberdade económica à liberdade política.


      • O PNR advoga o encerramento de fronteiras, os libertários a livre circulação de pessoas e bens e fim das taxas e impostos. O PNR defende o endurecimento do combate ao consumo e tráfico de drogas, os libertários entendem que é do foro individual, tudo deveria ser descriminalizado e permitido. O PNR sim, identifica-se com Salazar, os libertários se tivessem poder reduziam o Estado a uma expressão residual. Queres mais diferenças? Ou queres persistir a colocar tudo no mesmo saco?

  5. Andre says:

    Não sei qual é o interesse em recebermos mais pretos aqui em Portugal . Aprece que toda a gente acha que está bem o suficiente para partilhar com pretos vindos sabe lá Deus de onde . Vamos lá partido libertário

  6. Liberty Prime says:

    Fico parvo com este post e o tipo de comentários que aqui se seguem, básicamente na vossa ideia tudo que não se alinhe conforme a ideologia de esquerda ou extrema esquerda é automáticamente de extrema direita e devia ser banido?
    A mentalidade coletivista totalitária que aqui vai é realmente impressionante e repugnante.

    • ZE LOPES says:

      O que vale é que a repugnância só chega com quase três anos de atraso. V. Exa. até na tripa é retardado!

    • Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

      Pode adquirir e prostrar-se no estado que entender.
      Da minha parte reescrevo o que escrevi há três anos: PSD e CDS são extrema direita (infelizmente). E repiso que a Anarquia seria, se fosse possível, um regime onde os pulhas que conhecemos na nossa política nunca teriam lugar.
      E concluo: depois disto, adquira os estados de alma que entender de acordo com a sua mentalidade.
      Cumprimentos.

Trackbacks


  1. […] colocar estes 3 posts sobre economia e sociedade, pela confusão que verifiquei existir sobre o ideal libertário. Não pretendo defender um partido que ainda nem […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.