A memória é lixada

«Cavaco. “É essencial criarmos condições para atrair aqueles” que emigraram» [E]

Onde é que estava este ser quando o governo de sua iniciativa  apelou à emigração? Para fechar o ciclo de faccioso, só lhe falta aplaudir o VEM.

Comments

  1. Nightwish says:

    Onde estava este gajo quando este governo os empurrou para fora e só cá deixou quem está acomodado e quem tem medo? É preciso ter lata sendo alguém que tem uma pensão 50 vezes maior que a média.

  2. Rui Silva says:

    Gostava era de saber como é que os querem atrair?
    Foram para países melhores que o nosso. Estão melhor, por isso não voltam ( se foram para pior e não querem voltar então estamos a falar de pessoas pouco racionais).
    Porque razão quereriam voltar ?
    Parece-me que estes “programas/formas de estourar dinheiro” no apoio ao “regresso”, apenas tem a finalidade de anular as impressões negativas que os “indignados-de-tudo-e-mais-alguma-coisa” podem inculcar na cabeça das pessoas ( eleitores ).

    cumps

    Rui Silva

    • j. manuel cordeiro says:

      Também acho que quem saiu não voltará.

      Os “indignados-de-tudo-e-mais-alguma-coisa” são uns chatos. Aborrecem-se, veja-se lá, por o país ter investido 20 anos na educação dos seus jovens para agora outro país receber sem custos os melhor preparados.

    • maria celeste ramos says:

      Oh Rui Sila – mas que tortuoso o seu raciocínio como os tracinhos sem hífens daquela estradinha lá arriba neste aventar

  3. Rui Silva says:

    É no que dá andar 20 anos a investir nos seus jovens, e agora queremos obter o “retorno”.
    Esse “retorno” exige um nível de impostos que “mata” a economia que criaria os empregos que eles precisam para nos pagarem o “retorno”.
    Como diria um amigo meu:” tivemos que vender os aviões para formar os pilotos”.

    cumps

    Rui SIlva

    • j. manuel cordeiro says:

      O que é que acha que se devia ter feito então? Quarta-classe e lavoura com eles? Era este o cenário antes de se começar a investir 20 anos na formação dos jovens.

      • Rui Silva says:

        Caro J.Manuel Cordeiro,
        se era este o cenário antes destes 20 anos de investimento, então não se tratou de investimento mas de despesa.
        Aqui alguém geriu mal.
        Por isso alguma coisa devia ser feita.
        Concorda comigo ?
        Rui Silva

  4. maria celeste ramos says:

    Mas agora de facto investem-se 20 anos nos jovens não para cavar batatas e exportar mas pra os exportar para Hamburg e Haia – não se exportam “ronaldos” ?? Porque não meninos acabadinhos de gastar o nosso irs a estudar de borla e devolverem o “emprestado” para lá “fora ” ?’ Vejo que andam todos avariados de raciocínio – primeiro pagar dívidas não é ?? Mas quem anda a toldar-nos o raciocínio ?? Os politólogos ?? Os Cesars das Neves ?? os Bagões ?? Só nos faltam os “augustus” – fica mais caro

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.