Tertúlia O Futuro do Estado Social

Paulo Pereira

image

Adriano Moreira foi o  convidado na Tertúlia O Futuro do Estado Social.

“O Mal não é só de quem Governa é também de quem vota ou de quem não vota….”


” O tal caminho Único está mal definido é o caminho Único que a Troika e a Comissão Europeia nos deixaram não quer disser que é o Caminho Único que existe…”

“Não Podemos consentir que se substitua a Economia de Valores pela a Economia de Mercado …”

A adesão da Guiné Equatorial à CPLP

O Futuro do Estado Social

“Se a definição do Estado social for eliminada, acho que se elimina o alicerce da construção do futuro, que é justamente a esperança, a vontade, a confiança de que o sacrifício vale a pena”

Comments


  1. E é preciso que um ex-ministro de Salazar venha dizer o que esta gente ainda não entendeu.

  2. António Barreiros Martins says:

    O Prof. Adriano Moreira é uma figura ímpar. A sua lucidez é invejável, apesar dos mais de 90 anos. A sua capacidade interpretativa das situações faz bem, porque nos esclarece. A sua seriedade intelectual é, da direita à esquerda, sobejamente aclamada. A sua inteligência continua brilhante. A sua vidência sobre a Europa e o Mundo é aplaudida. Ele faz parte de um grupo de pessoas que tendo sido do “outro tempo”, não se deixou incomodar por “bocas”, por insultos e por palavras azedas. Este transmontano de gema, que afrontou Salazar mas com a dignidade de pessoa de bem e por bem, tem cepa portuguesa e sabe que, no respeito e na consideração por todos, consegue posicionar-se como uma personagem de elevada sabedoria, experiência de vida e de sublimada cultura. Uma das frases que proferiu nessa tertúlia sobre “O Futuro do Estado Social” só cabe na esfera de um verdadeiro Estadista como o é o Prof. A. Moreira. Deixo-a para reflectirmos sobre ela: “Se a definição do Estado social for eliminada, acho que se elimina o alicerce da construção do futuro, que é justamente a esperança, a vontade, a confiança de que o sacrifício vale a pena”. Fico-lhe grato Sr. Professor por mais esta lição de saber e de lucidez, o que tem faltado – bastante – a este pobre País. Volte sempre. Bem-Haja, António Barreiros Martins

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.