Esperam-se grandes títulos na bloga inconformada

Hoje lê-se no Expresso: “Forte queda dos juros da dívida portuguesa“. Ainda não fui ver se o Observador e outros blogs de direita, a par dos patriotas que anseiam pelo pior que alguma vez chegará, confirmam as más notícias.

Comments

  1. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    Esta história dos mercados, dos juros e dos nacionalistas nazis que esperam as desgraças, faz-me lembrar a história que o Solnado contava sobre um casal de namorados.
    Dizia ele a certa altura à noiva:”Que lindo sinal que tens no teu queixo”.
    Já depois de casados dizia ela: “Então já não gostas do meu sinal”, ao que ele respondia “Tira-me para longe essa verruga”…

  2. Nascimento says:

    Já não me lembrava dessa…tá lindo!!! Bem observado.!

  3. Rui Silva says:

    O que não vejo na comunicação social é que este ano temos de pagar 7 MM de dívida. E até 2019 teremos que pagar 47 MM.
    Se os juros sobem , quando quisermos rolar a dívida porque não temos dinheiro para amortizar, vamos passar de cerca de 8MM de serviço da divida para 12 ou 15 MM.
    Depois aí é que vamos dizer que os juros nos levam o equivalente ao gasto na Educação + SNS juntos.
    Parece que ninguém se preocupa. O que preocupa é as 35 h da FP.

    Rui Silva

    • j. manuel cordeiro says:

      Não estou a perceber. Então a crise não tinha acabado?

      • Rui Silva says:

        A crise ainda não começou…

        RS

        • j. manuel cordeiro says:

          Pois é, já me esquecia que estivemos a viver anos de prosperidade.

          • Rui Silva says:

            Também os últimos anos que vivemos , somamos défice. A crise virá , infelizmente, apesar do estado de negação…
            Como vamos pagar 0s 7MM deste ano se as taxas continuarem a subir ?
            Como vamos pagar os 47MM até 2019 ?
            A subidas das taxas que se está a assistir, torna inviável o Rollement da dívida.
            Mas o que interessa discutir á Eutanásia, o horário de trabalho da FP, a supressão de aviões do Porto para Inglaterra, etc, etc.

            Rui Silva

  4. passos e salazar says:

    sim, para o ruizinho, discutir coisas com impacto na vida das pessoas não pode ser. só mesmo limpar a dívida… da banca, cortar direitos, levar milhões à miséria. isso sim são políticas. baixar custos de produção, liberalizar despedimentos, ui, isso é que é a política séria e realista.

    já dizia o montenegro: o país está óptimo, só as pessoas é que não – coisa de somenos.

    interessa é continuar a distribuir dividendos pelos accionistas. ah, os accionistas do deutsche bank vão tapar o buraco, não vão? ou vamos ser nós outra vez?

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.