Um dia histórico para Portugal

OE16

E o PCP que teima em não roer a corda.

Foto: Manuel de Almeida/Lusa@DN

De quem é que todos falaram no debate do OE?

De Sérgio Godinho, pois claro.

Citações

Assunção Cristas diz que OE lembra “crianças num recreio”. Página 28 do “Manual de Metáforas, Trocadilhos e Graçolas”, de Paulo Portas, edições J. L. Capelo Rego, 2015.

O Orçamento do Estado para 2016 é mau

 

***

É a justificação apresentada pelo PSD para o voto contra. Concordo com o PSD: o OE2016 é mau, logo, merece chumbo. Contudo, considerando a lógica “voto contra porque é mau”, o PSD deveria ter votado contra os Orçamentos que apresentou para 2012, 2013, 2014 e 2015.

E hoje?

Hoje, há contatos.

dre 2322016

***

(*)

A screwdriver can be inserted into a cavity and be turned inside, and in this sense could also be used to scratch one’s ear. But it is also too sharp and too long to be manoeuvred with millimetric care, and for this reason I usually refrain from introducing it into my ear. A short toothpick with a cotton top will work better.

— Umberto Eco (resposta a Rorty),  “Interpretation and overinterpretation“, Cambridge University Press, 1992, pp. 145-6

‘Quindi non avete una sola risposta alle vostre domande?’
‘Adso, se l’avessi insegnerei teologia a Parigi.’
‘A Parigi hanno sempre la risposta vera?’
‘Mai,’ disse Guglielmo, ‘ma sono molto sicuri dei loro errori.’

— Umberto Eco, “Il nome della rosa

Sinais de esperança

Se um ex-PM que precisou de 8 (oito) orçamentos rectificativos diz que “este OE não tem arranjo possível” deve ser bom sinal.

Passos Perdido

O deputado Pedro Passos Coelho acaba de realizar um discurso bizarro, mas solene. Fez, sem perceber (?), o seu próprio elogio fúnebre.

Política, e políticos, que não valem a pena

O ex-Presidente da Comissão Europeia, português, ex-PM de Portugal, etc., disse, numa conferência organizada pela Fundação Francisco Manuel dos Santos, que agora que não está na política e não tem “os constrangimentos que tinha quando ocupava as funções que ocupei” o seu “nível de sinceridade tem aumentado todos os dias”.

Portanto, quando esteve em funções não era sincero (ou tinha um nível de sinceridade baixo, seja lá o que isso for), era falso, portanto, ou tinha um nível de falsidade elevado (lol), e atuava de acordo com os “constrangimentos”, ou seja, as pressões de todo o tipo.

E eu a pensar que este “senhor” que foi líder do PSD percebia o que tinha dito Francisco Sá Carneiro:

“Não há nada que pague a sinceridade na acção política, como em tudo”.

“Saber estar e romper a tempo, correr os riscos da adesão e da renúncia, pôr a sinceridade das posições acima dos jogos pessoais, isso é política que vale a pena”.

Bilhete do Canadá: Um Debate

guterres e barroso

O debate entre António Guterres e Durão Barroso só podia ter sido o que foi: morno e sem o impacto desejável. É que há misturas que não se fazem. [Read more…]

Ficam avisados todos os clientes de Bill Gates

No caso do desbloqueio do telemóvel do terrorista, Bill Gates está do lado do FBI.

As cruzes

© Chema Madoz

Creio que foi o Juan José Millás que escreveu que a zona lombar é um território mítico, não corresponde exactamente a um órgão ou osso, é antes uma terra de ninguém, de fronteiras incertas. Gente com dores de cabeça, de dentes, de cotovelo tem dores precisas, em sítios concretos, sem imaginação nenhuma. Nós, os que caímos pelas escadas abaixo em algum momento das nossas desastradas existências, sofremos uma dor numa “zona”, coisa sem valor científico, território vago e que suporta o castigo de asneiras diversas: más posturas, sonecas no sofá, demasiado peso nos sacos que carregamos. [Read more…]

Próximo país a aderir à UE:

(República da) Escócia.

Em terra de cegos,   quem tem dois olhos tapa-os

realidade virtual zuckerberg

Mark Zuckerberg ha publicado en su cuenta de Facebook una foto suya en el Mobile World Congress de Barcelona que en menos de un día se ha compartido casi 16.000 veces y que muchos consideran, al menos, inquietante. El primero de los más de 4.000 comentarios simplemente dice: “Maldita sea, es un poco perturbadora (creepy)”. Esta frase lleva más de 10.000 me gusta. [El País]

O brinquedo que a assistência tem nos olhos chama-se Oculus Rift, produto homónimo da empresa de realidade virtual que foi comprada pelo Facebook, antes, até, desta colocar o seu primeiro produto à venda.  [Read more…]

Pedro Guerra, o assessor de luxo do CDS transformado em humorista da bola

PG

Não sou grande adepto de programas de comentário futebolístico, mas desde que descobri esse fenómeno do humor que é Pedro Guerra, comecei a perder alguns minutos do meu serão de Segunda-feira para soltar umas gargalhadas.

Não quero perder muito tempo com assuntos de bola, ainda que a minha condição de portista neste caso nem seja muito relevante. Não me faltam amigos benfiquistas que se sentem envergonhados com os tiques fundamentalistas deste comentador que é também director de conteúdos da Benfica TV. Mas não deixa de ser interessante assistir ao fanatismo anedótico do indivíduo que cai no absoluto ridículo de afirmar que existe na Sportv uma conspiração para beneficiar o Porto e o Sporting na cobertura dos jogos ao passo que, no caso do Benfica, comentadores e operadores de câmara vivem num conluio permanente para distorcer as transmissões dos jogos do Benfica, com o intuito de o prejudicar. É tão ridículo que nem justifica mais comentários. [Read more…]

Theron Humphrey

theron humphrey

This wild idea

Das confusões

A notícia apareceu ontem, o falso padre foi condenado em Tribunal por 22 crimes de usurpação de funções.

Estranhei  fiz a pergunta e passei por ignorante já que toda a gente me respondeu com o artigo do código penal. O artigo que diz que há um crime de usurpação de funções quando  se “exerce  profissão ou pratica  acto próprio de uma profissão para a qual a lei exige título ou preenchimento de certas condições arrogando-se, expressa ou tacitamente, possuí-lo ou preenchê- las, quando o não possui ou as não preenche”.

A minha questão , simples, era só se alguém que se faz passar por padre pode ser acusado do crime de usurpação de funções, crime esse previsto e punido no Código Penal Português na forma como atrás indiquei. Ou seja, trocando agora por miúdos, a profissão de padre, se é que isso existe, é uma das tais em que a  lei exige título ou preenchimento de condições? E lei, entenda-se, é uma lei da república.
[Read more…]