4 orçamentos, 8 rectificativos

Em termos de credibilidade, este é o saldo do governo PSD/CDS. Se tivessem uma ponta de vergonha, estariam calados, para ver se ninguém reparava na asneirada que fizeram. Portugal à frente, mas se se conseguirem fazer ruído que leve isto à implosão, melhor. A vidinha primeiro, e umas eleições é que davam jeito.

Quanto ao orçamento do governo Costa, não tenho dúvidas que será mais um a precisar de ser rectificado. O que anteriormente nunca chocou a “europa”, logo não há-de ser por aí que a porca torce o rabo, excepto se optar por dois pesos e duas medidas.

Marco António Costa diz que o OE2016 não tem credibilidade técnica

E com toda a razão. Contudo, os OE de Passos Coelho (20122013, 2014, 2015) também estavam «completamente mortos na sua credibilidade técnica». A solução, já sabemos, é extremamente simples.

Governo de Passos aumenta salários em 150%

Os salários da administração do regulador da aviação civil foram aumentados em 150%. Esta decisão foi tomada no último mês do governo de coligação liderado por Passos Coelho. Um escândalo. Isto não é social-democracia. O novo governo deveria reverter de imediato esta decisão.

Educar para a diversidade

Este é um bocadinho da intervenção do Primeiro-Ministro canadiano (Justin Trudeau) na conferência do Fórum Económico e Mundial de Davos. Vejam como fala da diversidade, não como um estigma ou uma fraqueza, mas pelo contrário como uma das forças desse grande país que é o Canada. Vejam a defesa e o reforço do papel da Escola na promoção dessa diversidade. Comparem com o que vemos acontecer nesta Europa milenar, que todos considerávamos especial, com esta crise de refugiados e migrantes.

A inteligência faz toda a diferença.

A caneta,

a espada e o teclado.

Regresso à social-democracia

350_9789722043601_por_uma_democracia_social_portuguesa-1Ontem o Diário de Notícias noticiou que Pedro Passos Coelho quer fazer regressar o PSD à social-democracia mas isto não é possível fazer-se com a tralha ” pafiana “ que quase destruiu o que Francisco Sá Carneiro fundou e construiu com muito esforço, trabalho e dedicação.

Porque se alguém pensa que esta mudança se faz com slogans está muito enganado.

É que a transformação que o PSD sofreu nos últimos anos foi muito grande e deixou profundas cicatrizes.

Em diversas situações ouvi diversos governantes e dirigentes afirmarem e defenderem absolutamente o contrário do está escrito nos princípios programáticos do Partido.

[Read more…]

A farsa da social-democracia está de volta

PPC

O primeiro-ministro deputado Pedro Passos Coelho incorporou a fórmula Marcelo Rebelo de Sousa e percebeu que a sua ressurreição política não se resolve com o paleio de saco pós-Legislativas da ilegitimidade. Vai daí temos um novo Passos Coelho, em contagem decrescente para uma eleição para a qual não se lhe conhece um único oponente, e surge, qual Marcelo a discursar na Voz do Operário, com o slogan “Social-democracia, sempre“. Depois de anos enfiada no fundo de uma gaveta fechada a sete chaves, a farsa da social-democracia está volta. Mais um bocadinho ainda voltam a ser Pelo Socialismo.