“PSD recua e quer manter cortes nas subvenções” *

Rui Naldinho

“É uma reviravolta na posição do PSD, já que o comunicado enviado esta tarde, assinado pelo secretário-geral José Matos Rosa, contraria as declarações feitas pelo próprio no dia anterior à imprensa” – Observador

Começa a perceber-se que este PSD está a tornar-se numa organização disfuncional, sem um rumo e uma ideia que não seja austeridade. Não quer ser Oposição como seria sua obrigação, porque isso obriga a vir a jogo e dar a cara. Caso contrário apresentaria propostas de alterações ao Orçamento e a um conjunto de leis indispensáveis para o funcionamento da República.

Apostou na tragédia Grega, mas parece que falhou. Depois acreditou no inferno, e, esperando que Lúcifer fizesse o seu trabalho, este tarda em dar notícias.
Por fim, com a rentrée política do novo ano legislativo, só vemos gente do PSD desorientada a dar tiros nos pés. Do livro de mexeriquices sórdidas do Saraiva, que era para ser mas já não é, ao dito por não dito às subvenções dos partidos, qual delas a mais desastrada.

Porra! Mas já não há partidos da oposição?

*TSF

Deixar uma resposta