Acabar com as gorduras do Estado

Em 2014, e de acordo com a Inspecção-Geral de Finanças, 40 Fundações não cumpriram as regras de transparência. Dezenas de organismos públicos da administração central e local fizeram transferências consideradas ilegais.

Comments

  1. Martinhopm says:

    Este país nunca mais toma rumo. Já desespero. Todos os dias surgem notícias deste género. Golpes atrás de golpes. Até quando? Será que o país tem que ser necessariamente corrupto?! Bem sei que é muito difícil arrancar a(s) lapa(s) das tetas do Estado, mas não será já tempo de acabar com esta e outras poucas-vergonhas?

Trackbacks


  1. […] no exílio regressar ao poder. Será uma oportunidade de repetir a anterior receita de sucesso, equilibrando as contas públicas pelo combate às gorduras do Estado e sem aumento de […]

Deixar uma resposta