E o Diabo não veio, confirma a DBRS


Falhanço em toda a linha para os esganiçados que asseguravam, não necessariamente por esta ordem, que a execução orçamental iria falhar, que um novo resgate estava a caminho, que a DBRS iria meter Portugal no lixo, que não seria possível aprovar os orçamentos para 2016 e, muito menos, para 2017, que o objectivo do défice iria falhar e que o Diabo chegava em Setembro.

Uns derrotistas, com amplo palco na comunicação social, que tiveram como única aposta a desgraça de todos para regressarem ao poder.

Afinal, foi possível não cortar nos salários e nas pensões, aumentando-os até, pouco, sim, mas não os cortando, como fizeram os pafiosos, o que passa a ser muito. E sem trazer o Diabo, ao mesmo tempo que se acabou com o discurso bafiento do sair da zona de conforto, do desemprego que era oportunidade e do viveram acima das possibilidades. A quem não chegar, olhem, que emigrem.

É tempo de engolirem sapos e que o PAN os perdoe.

Comments

  1. martinhopm says:

    Do ‘Público’ de hoje: «Maria Luís Albuquerque (PSD) disse ontem, em entrevista à TSF, que a manutenção da sobretaxa para lá de 31 de Dezembro «é uma tentativa de ilusão». «Enfim, uma trafulhice.»
    Mas esta gente não se enxerga?!Não tem um pingo de vergonha na cara?! Precisamente os mestres da trafulhice! Prometeram devolver em 2015 e foi o que se viu. Nicles, batatóides! Com este governo, parte deixou de pagar ou viu reduzida a sobretaxa, pois só se manteve para os rendimentos mais elevados. Claro que isto lhes faz comichão no .. E agora vai eliminá-la de forma faseada, sendo os de rendimentos mais elevados os últimos a poderem gozar desta benessse. Não me importava rigorosamente nada em poder estar neste segmento da população. Queriam que este governo fizesse ao contrário? Como era hábito do PàF?

  2. mdlsds says:

    O desemprego é tanto uma oportunidade. Gostava muito de ver o Passos a abandonar o tacho na política e a fazer-se à vida, com a bela idade que tem, como tão bem soube aconselhar quem perdeu os seus empregos durante a sua governação. Não têm vergonha nenhuma. Oiço as declarações de cada um deles, estupefacta pelo tempo de antena que as televisões lhes dão, e fico perplexa. Acreditam mesmo no que dizem? Não há vez nenhuma que a Cristas abra a boca e não use a expressão “as esquerdas radicais”. Parece que a cassete agora é deles, dos meninos do coro. Espero que o povo não se deixe adormecer.

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s