O sr. Feliz e o sr. (des)Contente


Rui Naldinho

No Outono de 2013 li um texto de Henrique Monteiro no Expresso, com o título: “O irrevogável populismo de Paulo Portas

image

Concordo que Paulo Portas usa e abusa do populismo, com um discurso demagógico que por vezes até se torna patético. Dos feirantes aos contribuintes, passando pelas famílias numerosas, o Paulinho não se deixa de vender promessas vãs a quem se cruze com ele. A irrevogabilidade da sua demissão em 2013 não foge à regra.

Há no entanto um pormenor a salientar no percurso político e no comportamento de Paulo Portas. Talvez por ser líder de um partido político que estará sempre num segundo plano de qualquer governo onde entre, ele tem demonstrado um certo desapego ao Poder, o que mostra maturidade. Sabe ler os acontecimentos com alguma clareza de raciocínio. Vendo bem, isso é uma vantagem para ele. Assim, não sofre tanto, pois uma derrota deixa sempre sequelas. Não amua, passando a vida a lamentar-se, e acima de tudo evita o revanchismo para com os adversários.

Poucas horas depois do desfecho eleitoral de Outubro de 2015, sabendo que a maioria absoluta escapava à PAF, se é que ela alguma vez esteve em cima da mesa, Paulo Portas demitiu-se da liderança do partido sugerindo um novo rosto para presidir aos destinos do CDS. Semanas depois, perante a evidência de uma maioria de esquerda sustentar um governo minoritário do PS afirmou sem quaisquer pruridos: “O centro direita em Portugal só voltará a ser governo com uma maioria absoluta”. 

Paulo Portas, independente dos considerandos que possamos fazer sobre o seu novo emprego, deixou o partido nas mãos de Assunção Cristas, zarpando para novas paragens sem se preocupar muito sobre o passado, e menos ainda com o destino do CDS. Resolveu iniciar uma nova vida profissional como lobista da Mota-Engil para a área de negócios fora da Europa. Nada a que não estejamos já habituados. A verdade é que Paulo Portas parece “Feliz” com o seu novo emprego.

Contrariamente, Pedro Passos Coelho tornou-se numa espécie de ave agoirenta. Um profeta da desgraça. Anunciou o chumbo do OE 2016 em Bruxelas, as sanções da UE, e até prometeu o Diabo para finais do Verão. Tornou-se num líder sem estratégia, sem rumo, sem propostas para o país, “navegando à espera da desgraça alheia para que um dia o poder lhe caia novamente nas mãos”.

image

O desconforto com que o PSD se posiciona como partido da Oposição é tão evidente como o à vontade com que Costa gere a Geringonça.

Este fim de semana, numa entrevista ao jornal Público, Passos Coelho ironizou com as sondagens mais recentes sobre os resultados do PS de António Costa, insinuando que nesta altura já deviam estar com o eleitorado a dar-lhe 50% das intenções de voto. Como se isso fosse assim tão racional por parte dos eleitores, fartos que estão de serem comido de cebolada pelas promessas de líderes políticos como ele e Paulo Portas, incluindo neste lote até o PS.

Tomando como certo as palavras de Paulo Portas, eu gostava era de saber como é que o PSD nos próximos anos, vai conseguir atingir a tal maioria absoluta que o centro direita necessita para voltar ao poder, mesmo com a ajuda dos votos do CDS.

Há uma enorme frustração em Passos Coelho e no PSD por terem sido arredados do poder. Mas se Pedro Passos Coelho está (des)Contente com a fatalidade que lhe coube em tornar-se líder da Oposição, que faça como Paulo Portas. Abandona a liderança do partido e arranja um emprego numa daquelas empresas financeiras do tipo “Arrow Global”, como fez a sua amiga Maria Luís Albuquerque.

Se o mal está feito para a imagem e credibilidade dos políticos, sempre cheios de moralismos para quem vive cá em baixo, mas com uma enorme falta de pudor e vergonha quando se trata da sua sobrevivência económica, mais um menos um, não fará grande diferença, habituados que estamos a ver esta gente sair da política para os grupos económicos que foram beneficiados pelas suas decisões.

Comments

  1. entretanto, como se o ambiente nos media nacionais não estivesse já sufocante a favor desta direita de alucinados, a çãozinha também já tem poleiro na televisão.

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s