O Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa de 1990 não presta para nada


Querem um exemplo prático? Então, reparem na diferença entre Dialectos e Dialetos. Efectivamente, um cê faz imensa falta.

Comments

  1. martinhopm says:

    Concordo e os vídeos elucidam-na.

  2. Tempero Correia says:

    E quando é que alguém o “para” para, finalmente, podermos dormir descansados? Espero que um dia destes despertemos deste pesadelo e, em vez de tropeçarmos no alegado “fato” consumado que é o (NÃO)AO90, deparemos com um facto consumido. Espero pois que, para acabar com esta espera, o bom senso, o bom gosto, o Referendo ou um raio que parta (mais) esta idiotice cavaquiana, nos devolvam a NOSSA Língua, outra vez bela, outra vez límpida e outra vez latina, quero dizer, livre das dedadas gordurosas da boçalidade mascarada de filóloga.

  3. helena ramos says:

    fato continua a ser de vestir… facto mantém-se como sempre…

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s