Norte: A realidade nua e crua dos números

Acabei agora mesmo de receber o relatório do 3º trimestre de 2009 “Norte Conjuntura” produzido pela CCDR-N (ver AQUI). A vossa atenção para este dado:

No 3º trimestre de 2009, a taxa de desemprego da Região do Norte sofreu novo agravamento, tendo atingido o nível de 11,6% (bem acima dos 10,5% do trimestre anterior e dos 9,1% registados no trimestre homólogo do ano passado). A nível nacional, a taxa de desemprego fixou-se em 9,8% no terceiro trimestre (contra 9,1% no trimestre precedente e 7,7% há um ano).

Deste modo, o nível de desemprego da Região do Norte distancia-se cada vez mais da média nacional. Face ao trimestre anterior, destaca-se, na Região do Norte, o forte agravamento da taxa de desemprego feminina (de 11,3% para 13,4%), enquanto a taxa de desemprego masculina sofreu apenas um ligeiro acréscimo (de 9,9% para 10,0%). A taxa de desemprego de jovens (dos 15 aos 24 anos) voltou a subir (de 19,7% para 21,5%), anulando parte da diminuição que havia registado no segundo trimestre.

Comments

  1. Luis Moreira says:

    E é devido a quê, esta má performance?


  2. São muitas as razões. Primeiro as nossas: indústria de rastos ou inexistente, grave crise no sector têxtil, vestuário e calçado. Um sector de serviços débil. Uma confrangedora falta de liderança política.
    Depois as outras: óbvia – crise mundial.
    Desgraçada: o centralismo asfixiante.

    Isto para ser breve, muito breve. Fica para mais tarde uma resposta mais completa.

  3. inquieto says:

    Antes de mais, quero dar os parabéns por mais uma vez o Fernando colocar um texto neste “nosso” blog que traduz a miséria a que o Norte tristemente está condenado. Sou natural do Porto vivo e repiro na area metropolitana e estou cansado de desprezo, da falta de consideração, do roubo a que constantemente uma cambada de abutres que se pavoneiam por Lisboa nos diferentes ministérios e de todos os partidos que nos últimos anos se sentaram nas cadeiras douradas que os vários governos lhes proporcionaram. Chegou a hora de dizer basta. Chegou a hora de olharmos para a nossa região como uma região adormecida debaixo das saias de uma madrasta. Até quando este povo do Norte, sofrido, mal pago, e pobremente agradecido terá capacidade de aguentar estas agruras?

    • Luís Moreira says:

      Meu caro, eu acho que tem toda a razão, mas olhe que grande parte dos que governaram o país são aí do Norte..

  4. inquieto says:

    Caro Luís Moreira,
    Como eu detesto ter de lhe dar razão. Essa “gente” cospe na mão de que lhes deu de comer.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.