O Debate #1

Neste arranque, tudo muito civilizado como mandam as regras. Ainda bem.

Passos Coelho ataca, forte, com a péssima estratégia do actual PSD nas últimas legislativas e com a questão da ruptura afirmada por Rangel. A forma como encara o passado e se apresenta como alternativa do futuro é mais moderada e menos populista. Rangel não concorda e a réplica centra-se nas rupturas. Eu li, diz Paulo. Eu estive lá, afirma Passos Coelho. Rangel explica ruptura com o actual PS e não com MFL. Colando Passos ao PS. Hummm, isto de falar de partidos ainda vai dar chispa…

Comments

  1. Luis Moreira says:

    E o PPC não quiz recordar a passagem do Rrangel pelo CDS…

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.