Sons de Abril: Grupo Outubro – A luta vai ser dura companheiro


Diz a história que o «Grupo Outubro» foi um dos melhores grupos de música de intervenção no período que se seguiu ao 25 de Abril. Era formado por Carlos Alberto Moniz e a sua mulher, Maria do Amparo (na foto do filme com Lúcia Moniz ao colo), por Pedro Osório, Madalena Leal e Alfredo Vieira de Sousa. Lançaram dois discos, «A Cantar também a gente se entende» (1976) e «Cantigas de ao pé da porta» (1977).
É do primeiro álbum a canção que hoje vos trazemos, «A luta vai ser dura companheiro». No blogue «Cantigueiro», de Samuel, um comentador anónimo descreve assim o momento em que esta música foi cantada em 1976: «Então, aqui vai uma opinião insuspeita: o Grupo “Outubro” protagonizou o que de melhor se fez na música de intervenção em Portugal.
Só um Grande grupo conseguia (eu estava lá, eu vivi-o), pouco tempo depois do 25 de Novembro, levar um Pavilhão dos Desportos (hoje Pavilhão Carlos Lopes) apinhado de gente, às lágrimas, com uma canção cujo título não recordo (seria a luta vai ser dura companheiro?), mas que no refrão dizia “por cada voz calada, mil vozes vão romper, gritando a força deste povo, que não se vai render”.
E de repente, um pavilhão inteiro, de lágrima ao canto do olho, soltou-se num grito de determinação e força, tão longo e tão intenso que, 35 anos depois, ainda o consigo descrever ao pormenor.
Um abraço ao Samuel e à Maria do Amparo, porque a história, também é isto.»

Letra completa:

A luta vai ser dura camarada
Mas nada se conquista sem canseira
Com o sangue vertido na jornada
Faremos palmo a palmo a sementeira

Por cada voz calada
Mil vozes vão nascer gritando a força deste povo
Que não se vai render

A luta vai ser longa companheiro
Mas quem sabe esperar não desespera
Teremos de lutar de corpo inteiro
Pois temos o futuro à nossa espera

A luta vai ser longa camarada
Mas cada passo em frente é mais um passo
Havemos de vencer a caminhada
Que o povo não se vence pelo cansaço

Por cada voz calada
Mil vozes vão nascer gritando a força deste povo
Que não se vai render

A luta vai ser dura companheiro
Mas nada mudará o rumo à história
Lutando pela paz no mundo inteiro
Nós temos a certeza da vitória

Por cada voz calada
Mil vozes vão nascer gritando a força deste povo
Que não se vai render

Comments

  1. José Meireles says:

    Comunas…

    • Luís Moreira says:

      Meireles, aqui tambem há, mas há gente de todos os partidos, como aliás pode ver com a cobertura que fizemos ao congresso do PSD, 6ª,Sábado e Domingo, com o nosso agente alaranjado, Fernando.

  2. maria monteiro says:

    A luta vai ser longa camarada
    Mas cada passo em frente é mais um passo
    Havemos de vencer a caminhada
    Que o povo não se vence pelo cansaço

    porque … cada passo do povo é mais um passo na sua longa caminhada

Trackbacks


  1. […] This post was mentioned on Twitter by Blogue Aventar. Blogue Aventar said: Sons de Abril: Grupo Outubro – A luta vai ser dura companheiro: Diz a história que o «Grupo Outubro» foi um dos m… http://bit.ly/ahC67C […]

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.