O querido líder não gostou!

O seleccionador da Coreia do Norte tinha deixado em conferência de imprensa a sua vontade e a de todos os jogadores em ofercer a vitória ao querido líder. Sabemos que quem desagrada ao querido líder pode ter um problema grave às costas, desaparecer, ir para a prisão…

Não responde a perguntas políticas, um dos jornalistas perguntou-lhe quem é que escolhia a equipa, se ele, seleccionador, se o querido líder. Respondeu o senhor da FIFA, pergunta política, passa! Não reconhecer a existencia da Coreia do Sul é outra táctica, não futebolística, mas política.

E, depois, perder com uma equipa que ninguem conhece como o Brasil tambem não abona nada os perdedores que terão muitas explicações a dar ao querido líder ou então à família que está toda bem colocada no aparelho do Estado Norte Coreano!

Serão os mesmos, os jogadores que vão entrar contra este Portugal triste e medroso? Se os Coreanos perderem, acho que o melhor mesmo é nem pensarem voltar para perto das garras do querido líder!

Comments


  1. E isso não é nada bom para nós, pois se em condições normais, estes tipos já são rápidos como coelhos, matreiros como raposas, o que não irão ser agora, com uma derrota já no cangaço e o cagaço das garras do diabólico (amado) líder agarradas aos seus cérebros amedrontados? Vão fazer das tripas coração quando jogarem connosco, podem ter a certeza.

  2. Luis Moreira says:

    Os gajos contra nós vão-se esfolar! Ou então temos que lhes dar asilo aqui no Algarve.

  3. maria monteiro says:

    resposta política, passa!


  4. damos-lhe asilo em S.Bento, onde guardamos o refugo.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.