Jesus Cristo na Playboy – e não conheceu a professora Bruna!

«Conheceu o amor da carne e nele se reconheceu homem» (José Saramago, «O Evangelho segundo Jesus Cristo»).
Conheceu o amor da carne e não conheceu a professora Bruna. Que fará se tivesse conhecido…
Ou como a hipocrisia dos americanos continua, apesar de tudo, a surpreender.
E a Igreja Portuguesa, anda muito calada! Comeram-lhes a língua?

Comments

  1. Luis Moreira says:

    Os bimbos portugueses confundem liberdade com libertinagem…

  2. Ricardo Santos Pinto says:

    Então chama-me bimbo, porque eu não vejo onde está o problema de colocar Jesus ao lado de uma mulher com as mamas à mostra.
    Daqui a bocado, vais-me dizer que Jesus era um homem sem pecado e que a sua mãe era virgem.
    É dessa hipocrisia que falo no post. Exactamente dessa.

  3. celso says:

    a bimbice é provocar deliberadamente o mal estar e tentar delibradamente ofender as crenças de outros.

    se n acreditam, se n gostam e se, como dizem, nem se quer querem saber da religião cristã deixem-na em paz. a cristã e as outras.

    hipocrisia é dizer uma coisa e acreditar noutra. se ha crença nc é hipocrisia mm q se esteja a crer numa mentira. qto mto será ingenuidade.

  4. Luis Moreira says:

    Tu não és bimbo porque se fosses o director da revista guardavas essa opinião para ti mas não publicavas.Aquilo que ali está, na página de uma revista como a “Play Boy”, não passa de um golpe baixo para vender papel…


  5. “E a Igreja Portuguesa, anda muito calada! Comeram-lhes a língua?” Quem é que falou em Igreja? Se a Igreja se fosse a preocupar, para além da pornografia, do mau-gosto, não tinha mãos a medir. Há dois ou três colaboradores deste blogue que passam a vida com o Credo na boca…
    A hipocrisia condição inerente aos humanos, não é preciso catequizá-los. De resto, como no caso Bruna, é tudo uma questão de promoção e de propaganda. Lá diz o slogan da Levis: “Sex sells”. Então, não?


  6. E aliás, que raio tem a playboy a ver com ensaios sobre Saramago? Não era suposto que mostrasse mulheres nuas. Se um leitor quiser ler ensaios compra a Revue Magazine, ou outra similar.
    Bah.

  7. Dario Silva says:

    A capa incomoda porquê? Então não ’tá escrito que Deus se fez Homem à nossa imagem e semelhança? E se, acreditando que sim, assim aconteceu seria ou não Cristo um Homem como os outros homens? Ou seria apenas um holograma assexuado?
    E assim segue feliz e contente a Igreja católica (que não a Fé ou crença dos católicos) na sua senda perseguicionista da felicidade, liberdade e completude do Homem…

  8. Nightwish says:

    A capa incomoda porque a imagem, tal como as outras da playboy, é um péssimo trabalho de photoshop e tem pouco a ver com fotografia.
    Tirando isso, não faz muito sentido, mas defendo o direito de a fazerem.

  9. Luis Moreira says:

    A diferença é só esta. Nos US todos sabem o que compram quando compram a Plyboy (que teve um papel crucial na liberdade de imprensa).Cá os Portugas, mentem como habitualmente. Playboy? Gajas nuas? Levas com JC e com uma gaja meio despida. É a diferença entre a verdade e a mentira!

  10. António Soares says:

    …Citando o D.Remédios:Não havia necessidade…

  11. maria monteiro says:

    “Não sei, talvez um dia se chegue a conhecer a razão, Queres que te diga o que penso, Diz, Penso que não cegámos, penso que estamos cegos, Cegos que vêem, Cegos que, vendo, não vêem”

    Hoje comprei a PlayBoy. Gostei da entrevista feita a Saramago. Bonita homenagem à sua obra.
    Ps. Já agora aproveitem e leiam a reportagem sobre o fim da Linha do Tua.

  12. maria monteiro says:

    «SE PODES OLHAR, VÊ. SE PODES VER, REPARA»

  13. cuidado!!!! com DEUS não se brinca says:

    existe um ceu e um inferno quem crer nele o autor e criador tem o ceu ele fez um homem virar animal e comer pasto…………….pense nisto

  14. maria monteiro says:

    Já que não conseguimos amar-nos uns aos outros, porque não dar visibilidade Aquele que nos ama a todos?
    ………….. pense nisto


  15. Estou de acordo com Dario Silva. Então Cristo não foi um homem como os outros homens? Ou foi numas coisas e noutras não? Qual a ofensa em pôr a figura de Jesus, numa atitude tão carinhosa, ao lado de uma mulher nua, tão nua como ele a criou na pessoa de Eva? O mal está na nossa cabeça e não numa cena como esta, cheia de ternura. Da parte da revista, não me parece uma atitude provocatória, ainda que singular e um tanto insólita dentro do carácter da revista, em primeiro lugar porque a cena nada tem de chocante, em segundo lugar porque me parece mais uma tentativa de, sabendo que a contestarão, chamar a atenção, de qualquer forma procurando elevar o nível da revista, tentando ser capaz de, numa revista deste teor, abordar assuntos sérios, literários e filosóficos. Obviamente que a principal finalidade é vender mais, como acontece com todas as produções.


  16. “Então Cristo não foi um homem como os outros homens? Ou foi numas coisas e noutras não?”. Continuo a dizer que isso não está em causa. Em causa está o bom gosto e o facto de uma revista erótica publicar ensaios…


  17. Por que não? Por que não há-de uma revista erótica encetar outros voos?


  18. Oh Adão… enfim.

  19. Dario Silva says:

    Nuno Resende :
    Oh Adão… enfim.

    Oh Resende… então, pá…

    Agora a sério. Aceitemos: a Playboy é uma revista erótica. Ok. Ponto assente. Aceitemos: a Playboy não é uma revista pornográfica. Ok.

    Não vejo porque não possa uma revista erótica, e cito o Adão Cruz, “abordar assuntos sérios, literários e filosóficos.”
    Existe até um livro muito badalado que não faz outra coisa, que nunca li ou vi, o kama sutra.
    Exceptuando o capítulo das ilustrações, queres-me explicar a diferença entre a eventual filosofia erótica da Playboy e o Cântico dos Cânticos ou os Salmos? é uma questão de deixar a imaginação voar. Até se lê dentro das igrejas…


  20. Julgo que não falei consigo, Dario.

  21. Dario Silva says:

    Nuno Resende :
    Julgo que não falei consigo, Dario.

    Ah, desculpe ter comentado o mesmo assunto comentado antes por várias outras pessoas; pensei que estávamos na mesma sala, mil perdões. Vou-me já embora.

  22. maria monteiro says:

    Oh Dario eu falo contigo.
    Nem precisamos ir buscar o que se canta ou lê dentro da igreja também podemos deixar voar a imaginação ao olharmos para algumas pinturas que estão dentro das igrejas…

    A vida de Jesus (dos 12 aos 30 anos) feito homem, pessoa, com amores, desamores, duvidas, alegrias, trabalhos, canseiras… estando omissa nos livros da igreja (?) também deixa voar a nossa imaginação…

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.