Agradecimentos

agradecer colegas e amigos, um novo conceito nunca trabalhado

 Acabo de terminar a escrita de dois textos: Marx, um devoto luterano, de 228 páginas e meses de pesquisa, mais 180 de anexos que explicam as partes mais complexas do texto. Explicam porque sem relatar histórias de vida das personagens estudadas e as suas teorias, ninguém era capaz de entender as partes ocultas da vida do criador das ideias sobre o materialismo histórico. Foi preciso adiar outros compromissos de publicações, para acabar o livro. Quem mais colaborara comigo, foi a minha mulher, que fixara a sintaxes e a gramático do texto. Também, a paciência dos meus colegas dos blogues nos que normalmente escrevo todos os dias, a espera de sempre mais um texto. Agradeço essa bonomia. Pensava escrever sobre solidariedade para o Aventar do dia de hoje, mas uma mensagem que aparecera enviada por um colega amigo e respeitável como pessoa, fizeram-me pensar que solidariedade é um conceito muito trilhado e ultra conhecido, desde 1892, quando Émile Durkheim o definira no seu texto A Divisão do Trabalho Social.

É essa divisão do trabalho a que queria agradecer. Há os que gerem, há os que abrem caminho para o nosso blogue ir pelas linhas directas e estreitas da solidariedade.

Há os que colaboram e os que travam, há os que comentam e os que não têm nada para dizer.

Sempre sonhei com um sítio de debate aberto e singelo, em que não há más interpretações nem leituras enganadas de textos que acordam a raiva dos que nada comentam, mas travam o fim de um livro dividido em capítulos, sem pretexto nenhum.

Agradecer é um conceito novo dentro da ciência. Na vida temos de todos, excepto essa abertura para entender as palavras de outros. Definiria agradecimento como uma doação aos que nos abrem caminhos para nos esforçar mais e escrever melhor.

São estas as minhas palavras de hoje, ao retomar Aventar, com um livro já acabado e essa paciência da espera. Não é apenas uma divisão do trabalho social: é a utilidade de saber esperar e contribuir com ideias que ajudam a corrigir os nossos erros.

Agradeço a todos pelos seus comentários tão simpáticos e tão elegantes. Se assim não tiver sido, o livro mencionado não teria sido acabado. Bem sei da espera, da esperança, do voluntariado que estes blogues e os seus membros, esperam de nós.

Muito agradecido por esse paciente voluntariado!

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.