A moção que segurou Sócrates, por enquanto…

-O B.E. cometeu um inacreditável erro político, anunciando que irá apresentar uma moção de censura no parlamento dia 10 de Março próximo. Nunca vi, e provavelmente jamais alguém que submete uma proposta a votação, terá afirmado que outros, cujos votos necessita, ficariam expostos a ridículo se votassem favoravelmente a moção. Será previsível que o CDS/PP afirme já amanhã a sua posição, o PSD deverá nos próximos dias, após  reunir os órgãos estatutários, traçar o destino, contribuindo assim pela inabilidade, o BE para manter a trupe que nos governa, mais algum tempo no poder. A não ser que o PCP tenha arte e engenho para conseguir obter o resultado que os bloquistas desperdiçaram.

O PSD jamais poderá votar favoravelmente uma moção antes de conhecer o resultado da execução orçamental no 1º trimestre, após ter viabilizado PEC e OE. No entanto uma previsível não redução da despesa pública, que está a ser financiada pela subscrição de dívida no mercado internacional a juros cada vez mais elevados, poderá levar o PSD a votar uma eventual moção apresentada pelo PCP, se os comunistas tiverem o pragmatismo suficiente para criticar o resultado desastroso obtido pelo actual governo, sem contudo apontarem para cenários alternativos no texto da moção, de resto seriam impossíveis de conseguir com a actual correlação de forças no parlamento. Basta que terminem o texto falando na necessidade de devolver a palavra aos portugueses.

A tentativa de antecipação do B.E. ao PCP pode vir a constituir uma oferta tentadora para os comunistas, basta saberem esperar até final de Abril, altura em que o PSD não terá mais a desculpa do sentido de Estado, a emissão de dívida pública estará realizada em grande parte, o relatório da execução orçamental apresentado, o desemprego não terá previsivelmente diminuído nem a economia estará em crescimento. Se não cair no erro de apresentar um texto vincadamente ideológico, o PCP deixará a liderança do PSD em maus lençóis no plano interno, caso os sociais-democratas decidam mais uma vez segurar Sócrates & Ca.

Dependerá do PCP, mas não ficaria muito surpreendido se o país fosse chamado a votar em Junho ou Julho, e nas férias já tivéssemos outro primeiro-ministro.

Comments

  1. julia says:

    Caro Amigo:
    BE tem uma postura social/ independente, para não ter necessidade de fazer contas.
    Preocupa-se com as táticas políticas para “brilhar” na AR. Estou a ouvir neste momento,na TV, Louçã a lamentar os pobrezinhos…Informo que já havia antes de 74, e continuam a haver cada vez mais…Vocês, só protestam e nada resolvem…Quando o nosso País está mergulhado no marasmo, quando todo o planeta está ameaçado,não se pode optar por “foguetório”…
    Será que o BE, nos quer levar a resignarmo-nos à regressão, tanto para nós como para as gerações vindouras? Caros amigos BE, e restantes ,devemos tentar inflectir o rumo das coisas. Sejam todos(partidos) patriotas e não “jogadores”…
    Até amanhã! Até sempre!
    Júlia Príncipe


  2. A direita cobarde viu-lhe ser retirada a máscara, desfilam nus e nada podem fazer quanto a isso. E para tanto bastou uma pequena representação de esquerda no parlamento.

    Percebo o teu receio.

Trackbacks


  1. […] This post was mentioned on Twitter by Blogue Aventar, AntónioJSCampos. AntónioJSCampos said: A moção que segurou Sócrates, por enquanto… | Aventar: http://bit.ly/gPdyaw via @addthis […]


  2. […] há apenas algumas semanas, a propósito da rejeição da desastrada moção de censura apresentada pelo B.E., que Sócrates iria durar provavelmente até Abril. Confesso que me enganei, felizmente […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.