Obama, mostra-nos Osama!

Preferível, seria a captura do meliante. Abateram-no, dizem eles.  Paciência.

Após dez anos às voltas em tudo o que era montanha, rio, planície ou casinhotos, parece que um restrito grupo de forças especiais liquidaram Bin Laden. Grande gritaria nos media e um Obama – em queda de popularidade – surge de imediato e justamente  aproveita e vangloria-se do acto.

Precisamos de ver para crer. Apareceu uma foto provavelmente “fotoshopada” e além da apressada declaração do atirar da carcaça ao mar, nem uma imagem que comprove o anunciado. Este tipo de circunspecção e avareza na informação, fará as delícias dos malucos das teorias da conspiração. Se uns disserem que Osama já morreu há muitos anos, outros garantirão que tudo isto não passará de uma encenação com claros fitos eleitoralistas.

Após o 11 de Setembro, o derrube dos taliban e o ataque ao Iraque, queremos ver o corpo do delito. Sim, queremos ver um video fidedigno, claro e que sem hipótese de hesitações, ateste a veracidade da notícia.

É o mínimo.

Comments


  1. Nuno,
    achas mesmo que teria sido preferível a captura de Bin Laden?
    Imaginas os problemas que isso traria? Imaginas o número de atentados a reinvindicar a sua libertação? Imaginas os novos mártires que surgiriam? Imaginas as consequências de um julgamento? O antes, o durante e o depois?
    Eu, tentando imaginar, só vejo coisas piores.

  2. Nuno Castelo-Branco says:

    Pedro, também só vejo coisas piores, tal como vês. O que queria ter, é a prova cabal do acontecimento, porque de encenações andamos cheios. Provem. É simples, não?


  3. Caro Nuno, lembra-se certamente como eu, que durante anos ouvimos histórias que Hitler teria sobrevivido e vivia disfarçado na América do Sul. Enquanto não aparecer o corpo, concordo, a situação presta-se a teorias de conspiração. Mas vejamos, se por hipótese a notícia fosse falsa, e um destes dias, a curto prazo, aparecesse um vídeo de Bin Laden ou uma entrevista exclusiva a um qualquer jornalista ou televisão ocidental? Como ficaria a credibilidade de Obama e dos EUA? Arriscariam tal coisa? A outra possibilidade seria já o terem capturado há algum tempo, e noticiarem apenas agora, manobrando politicamente a popularidade de Obama. Sabemos no entanto como funcionam os EUA, basta pensar na wikileaks, não se arranjaria uma fuga de informação, que chegasse ao Partido Republicano? Certamente que o GOP não deixaria de aproveitar uma tal dádiva da administração Obama, e da CIA ao FBI, passando pelos militares, deveria ser difícil calar toda a gente. Parece-me uma conspiração algo improvável, talvez as fotos ou imagens, possam ainda aparecer, quando alguém entender que é uma altura mais conveniente. Sem certezas, obviamente, mas vou mais por aí…

  4. Nuno Castelo-Branco says:

    António, espero bem que não se tenha tratado de uma operação cosmética para eleitor ver. Até se pode aventar a hipótese de o homem já estar morto há anos! Os nossos amigos americanos têm mesmo de mostrar o corpo. Fizeram-no quanto a Saddam e de que maneira. O mesmo relativamente a Goebbels, Che e outros. Bin Laden é uma arma propagandística da eficácia dos serviços de informação dos EUA. Porque não mostram o troféu? Pode ser que um dia destes se decidam a fazê-lo.


  5. Eu penso que eles gostam de alimentar teorias de conspiração e depois será mostrado nas televisões. Além que 24 horas para enterrar o corpo segundo os preceitos da Lei Islâmica, disso não percebo nada, poderiam ser insuficientes para arranjar um país que lhe fizesse o funeral, julgo que é desculpa, porque o Paquistão, local onde foi abatido, certamente o faria, e talvez até a Arábia Saudita, seu país natal, que por serem ambos muçulmanos, certamente nem evocariam pretextos, recusando o cumprimento de um ritual. O que terão é tentado evitar um local de culto, porque segundo julgo saber, os muçulmanos não adoram imagens, mas nada impede no Corão, que se façam romarias a locais, onde neste caso, alguns poderiam invocar estar enterrado um mártir…

  6. balain says:

    bom e meio difícil de crer, pois uma nação cujo a historia esta fundada em em fatos não muito verídicos e muitas maquilagens para esconder de tudo e de todos e também manipular opiniões, podemos esperar qualquer coisa, até um teatro bem encenado. Pois não sabemos realmente quem e quem nessa estória de quadrinhos, criada para divertir milionários egocêntricos e egoístas.
    Vamos abrir nossos olhos, pois uma coisa eu acredito, tem coisa muito pior vindo por ae.
    balaio

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.