Grandeza (ainda não) perdida

A propósito das imparáveis demolições de edifícios antigos nos centros urbanos portugueses, noutras paragens vão resistindo peças arquitectónicas de grande valor estético e que são também património nacional de dois povos. Neste caso, a foto documenta o hospital da Ilha de Moçambique, onde à pureza das linhas, podemos acrescentar uma certa grandeza evocadora de outras paragens. Lourenço Marques/Maputo, também tem sido poupada às demolições extensivas que são coisa corrente por cá, na sua antiga capital metropolitana. Sabendo que a falta de dinheiro e de “oportunidade de negócios” podem ser poderosos aliados da preservação de muito daquilo que os nossos antepassados construíram, a actual escassez de crédito representará (?) um feliz travão a tudo o que os “srs. Costas autárquicos” têm feito em Portugal.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.