Rostos da Crise

Acontece em Barcelos, como bem pode estar a acontecer em Famalicão, Braga, Guimarães, Trofa ou Vizela; há muitas fábricas fechadas, muitas a fechar, muitas mais a implodir porque já só tiveram dinheiro para entregar o IVA de mercadorias que ainda não lhes foram pagas. Acontece em Barcelos. Estamos cercados.

Comments

  1. MAGRIÇO says:

    Uma das práticas da nossa actual sociedade que mais me revolta é o expediente obsceno a que recorrem com frequência alguns empresários, que consiste em deixar de pagar a trabalhadores durante meses para a seguir abrirem falência e transferirem a sua actividade para outro local, fugindo assim às suas obrigações.
    Mas pior do que esta prática absolutamente vergonhosa é o facto de os governantes nunca se terem preocupado com ela. Vigaristas, burlões e trapaceiros sempre houve e irá continuar a haver, mas cabe a quem tem o poder o dever de proteger a sociedade destes marginais. Chego a pensar que ou os legisladores andam “a gozar com a tropa” ou as escolas de direito castram o sentido de justiça aos seus formandos. Tenho uma índole pacífica, mas isto revolta-me tanto que chego a sentir simpatia por quem, em desespero, faz justiça pelas próprias mãos, ou por grupos organizados que dediquem a saneamentos sociais que nos livrem destes oportunistas.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.