De Que Feriados Eu Abdicaria?

O Público está a perguntar aos seus leitores de que feriados abdicaria “a bem da Nação” (digo eu).
Mas, antes de pedir respostas, não seria bom perceber se os portugueses sabem o significado e a razão de existir de feriados tais como “Corpo de Deus”, Assunção de Maria”, “Imaculada Conceição”?

Eu, confesso, não sei.

Comments

  1. Jota says:

    Muita gente também não sabe o que é o 10 de Junho, 5 de Outubro ou o 1.º de Dezembro.


  2. Segundo as estatísticas, Portugal tem cerca de 85% de católicos romanos. Se andamos sempre atrás das maiorias…
    A pergunta em causa abre caminho para a abdicação de feriados.
    Por este andar, o melhor é abolir também o domingo, pois, segundo os católicos, é o “dia do Senhor”.
    A abdicação de feriados em Portugal fomenta o desemprego.

  3. Walker Pt says:

    Vejo que na altura da minha votação o feriado mais escolhido é 15 de Agosto, será porque as pessoas não conhecem ou é porque esse pouco importa, assim como assim estamos de férias.

  4. Pedro Casalinho says:

    “a bem da Nação” deveríamos estar dispostos a abdicar de todos…
    Agora convencerem-me que isso trará algum bem à Nação….

    Tal como os “30 minutos extra” só trarão algum benefício a empresas (fábricas?) que já funcionem no máximo da sua capacidade, e se assim é, esta medida apenas servirá para reduzindo a remuneração aos trabalhadores, aumentar ainda mais os lucros dos seus patrões. Se não têm mão de obra suficiente façam bem à nação e contratem mais gente!

  5. hugo says:

    Bom bom era trocar os feriados por dias de férias, de 15 roubavam uns 5 e davam 10, isso com os 25 dava para 7 semanas de papo para o ar e os patrões poupavam 5 dias, os padres que façam missa nas praias e peço desculpa por ser da geração que é paga á hora e que trabalha em todos os feriados e da portugalidade me ter passado ao lado


  6. Isto de tirar feriados e dias santos é (mais) uma trafulhice contra quem trabalha.
    Em primeiro lugar, não conheço ninguém que exija “pontes” ou que recuse trabalhar um feriado se tal for necessário (recebendo para isso, naturalmente).
    Posto assim, as “pontes” não deviam vir ao caso, pois quem quiser gozar fins de semana prolongados pode sempre tirar um dia de férias.

    Em Espanha (que têm mais ou menos tantos feriados como nós) existe um acordo com os sindicatos em que cada ano se trabalha o mesmo número de dias, e jogam com as pontes e feriados em cada ano para conseguir isso. Faça-se o mesmo cá!