Eu, maçon, me confesso

Não me sentiria bem comigo próprio e perante os meus colegas e leitores se continuasse a esconder a minha ligação à Maçonaria.
Repare-se que não tenho nada contra os irmãos que não o fazem e que, por causa das represálias, preferem ocultar a sua condição. Ninguém é obrigado a divulgar o que quer que seja da sua vida privada.
Por que razão aderi à Maçonaria? Porque comungo dos ideais que norteiam esta sociedade fraternal que cultiva os valores da liberdade, igualdade e fraternidade.
Pena que muitos não o compreendam e que muitos outros pensem que tudo se resume a tráfico de influências. Já estou habituado desde que a minha mulher se vira para mim todas as semanas, quando saio de casa depois do jantar para a nossa Loja de Passos Manuel, no Porto, e me diz: «Já vais para aquilo dos aventais»? Desde que um blogger bem conhecido da nossa praça me disse na cara que o Aventar tem o sucesso que tem, mesmo sem vedetas, pelo facto de eu estar ligado à Maçonaria, acredito em tudo. Esse blogger chegou mesmo a fazer a ligação aventar – avental e a relembrar a presença neste blogue da Ana Anes!
Inicialmente, os meus irmãos olharam-me com desconfiança, dado que a minha ideologia está muito próxima do comunismo. Chegaram a confrontar-me com as afirmações de Lenine, que declarou a incompatibilidade entre ser comunista e pertencer à Maçonaria. Outros acusaram-me de incoerência, por também já ter feito parte da Opus Dei enquanto ateu. Não me importei e provei a todos que estava ali apenas pelos ideais que todos nós, irmãos, defendemos.
Apesar de tudo, somos uma sociedade secreta, daí que não tencione, futuramente, falar mais deste assunto. É que «está a chover»!

Comments

  1. Ildefonso Duarte Manuel de Castro Silva Mendes Cunha de Matos Proença e Sá says:

    Eu sempre desconfiei … Agora sei a verdade.


  2. Já agora, se quiser ter a gentileza de me responder a esta pergunta, porque raios é que a vossa sociedade continua a ser secreta? Eu percebo que, historicamente, faz sentido que tenha começado por ser uma sociedade secreta. Mas nos dias de hoje, o vosso secretismo não se enquadra minimamente numa sociedade que se quer livre e transparente! Porquê?

  3. Ricardo Santos Pinto says:

    Não posso responder.

  4. mortalha says:

    parece que todo o país se esqueceu como surgiu esta questão. o tal espião carvalho, a ongoing e de uma ideologia que cada vez é mais forte: o umbiguismo. em vez de andarem a discutir a ver se devem ou não mostrar as pilinhas, há que castigar exemplarmente quem ameaça esses valores da liberdade, igualdade, fraternidade senão, fica-se a saber para que serve a maçonaria actual! em vez de aventais usem babetes e mudem o símbolo para tachos e panelas.

  5. Ildefonso Duarte Manuel de Castro Silva Mendes Cunha de Matos Proença e Sá says:

    Seu grandessíssimo Maçon Comunofascista. Haviam de te cair os tomates, secos que nem uma alfarroba

  6. Cajó says:

    Pinto: O mesmo que pila; piça; caralho; cacete; pau; ponteiro; porra; drejo; bregalho; vergalho; piroca; pichota; banana; pirola; pissalho; piçalho; bitola; besugo; sabordalhão

    • Ricardo Santos Pinto says:

      O nosso comentador Faroleiro da Berlenga sempre em grande e com a educação do costume. E que tal em alemão e em polaco?
      E que um tal bocadinho de inteligência para ler este texto como deve ser lido, ó atrasado mental?


  7. Eu de avental… é mais quando lavo a louça!!

  8. jorge fliscorno says:

    Ó Ricardo, como é que és da Maçonaria se eu nunca lá te vi? 🙂

  9. jorge fliscorno says:

    Ó gente, já ouviram falar em ironia? Releiam o texto antes de se precipitarem em julgamentos apressados.

  10. Cajó says:

    Faroleiro escondido com o rabo de fora


  11. E quem é o “Venerável” da sua Loja?
    Tem gente importante lá?
    E quando é que falam de política e negócios? Antes de pôr o avental ou depois de o tirar?
    E depois das discussões filosóficas, tais como “As plantações de arame farpado na Flórida”, “O sexo dos anjos” ou “A inevitabilidade da queda devido à gravidade” costumam fazer o quê? Vão para casa dormir? Tomam um copo para esquecer? Ou pensam silenciosamente “Chiça, estava a ver que nunca mais acabava!”?

  12. Ricardo Santos Pinto says:

    Não posso responder às suas perguntas. É segredo.


  13. Mas não acha que o público em geral tem obrigação de ser esclarecido?

  14. Ildefonso Duarte Manuel de Castro Silva Mendes Cunha de Matos Proença e Sá em says:

    Se não fosse-mos nós eu e o Cajó esta porra não tinha graça nenhuma pois ninguém percebeu a ironia da confissão do Pinto. O gajo está a mangar com o pessoal pois o camarada Louçã expulsava-o do partido se ele fosse mesmo maçon.


  15. Oh caro Proença e Sá, não diga isso. Então não se vê que o rapaz está a falar a sério? Veja lá que nem sequer o deixam responder às minhas perguntas! E eu que tanto gostava de saber mais sobre os Maçons. Não sei, tenho assim uma espécie de fixação pela Maçonaria. E adoro a aura de mistério que os envolve.

  16. Ildefonso Duarte Manuel de Castro Silva Mendes Cunha de Matos Proença e Sá em says:

    Olhe Isabel G acabo de visitar o seu blog e lá vi a sua foto onde se percebe que felismente você é muito mais bonita que o seu Avatar 😉 e é muito simpática também. Quanto á inteligência…


  17. É, eu sei, sou um bocadinho burra, não sou? Por isso é que gostava de saber mais sobre a Maçonaria. Esses é que são inteligentes, são umas autênticas cabeças. E é tudo gente importante, já reparou? Quem me dera ser Maçona!

  18. Ildefonso Duarte Manuel de Castro Silva Mendes Cunha de Matos Proença e Sá em says:

    Bom agora que confessa esse seu desejo aqui publicamente pode ser que alguém a convide.
    E é curioso que eu estava convencido que o feminino de Maçon era Maçã !?
    Bom por hoje é tudo que a repartição vai fechar. Até amanhã


  19. A «Confissão» não era um Sacramento da Santa Mãe Igreja…
    Os «Irmãos» não são os da Santa Casa da Misericórdia…
    Uma «secreta» não era secreta…
    Estou confuso!


  20. Eu não sou maçon, não estou obrigado a qualquer segredo e acho portanto que posso aventar uma resposta à pergunta de AF. É uma resposta do senso comum. A maçonaria é uma associação secreta porque é uma sociedade iniciática, ou seja: um grupo em que a progressão hierárquica se vai fazendo de segredo em segredo. Estão no seu direito e ninguém tem nada com isso.


  21. Venerável Ricardo Pinto, Grão-Mestre da Loja Aventar!

    lol


  22. Não é garantido que tudo o que é secreto seja manifestamente de má índole. No caso específico da maçonaria há todo um peso histórico e tradição de secretismo que até aos dias de hoje perdurou.
    Hoje em dia qualquer corrente de opinião tem direito a existir de forma livre mas nem sempre assim foi. Para além de uma questão de subsistência e funcionamento interno, creio que existe ainda um pouco de relutância, nem que seja por laxismo ou mesmo sobranceria, em abrir essa “sociedade à sociedade”.
    Por preconceito ou aversão minha à falta de verdade nas intenções dos políticos desconfio que este legítimo questionar ao papel dos maçons não está a ser feito pelos motivos que deveria, mas por motivações de classe e por isso demagogas.
    Não sou maçon.
    Mas gostaria de ser.

    Cumps.

  23. jorge fliscorno says:

    Sobre a maçonaria e se se devem ou não dizer que o são, só há uma coisita que me preocupa: porque são tantos na política que são maçons? Deve ser mera coincidência, só pode. Seguramente que aquele compadrio, perdão, ajuda ao irmão, não há-de ter nada a ver.


  24. eu tb sou maçona…. por isso é k sou gata escondida!!


  25. eu sou uma gaja boa…


  26. só para relembrar que a Maçonaria não é uma organização única, como a Opus Dei, por exemplo. Há muitas maçonarias e, como em tudo, há boas e más.
    As boas fizeram muita coisa, entre outras, lutaram pela liberdade cívica, democracia, segurança social, etc.
    As más, serviram-se do bom nome das primeiras e do seu secretismo para fazer patifaria.
    Mas não é assim dos partidos, das empresas e dos cidadãos comuns?

    Engraçado que ninguém fale da Opus Dei, organização ligada diretamente à tendência mais conservadora da Igreja Católica, cuja alimentou o franquismo em quadros políticos, manteve Pinochet no poder e hoje vende a banha da cobra que se sabe em Fátima, com antena aberta na RTP todos os anos, de Maio a Outubro, e à custa do contribuinte.
    Ora, a Opus Dei, não é a Igreja Católica, mas, como representa, desde há duas eleições papais a esta parte, a corrente dominante na Igreja Católica, tornou-se na “voz da Igreja”.
    Mas há católicos e católicos. Há os que trabalham para ajudar os pobres na Cáritas e os dirigentes Opus Dei da Cáritas que usaram 86 milhões de euros do dinheiro que o Estado português deu à Cáritas para fazer a Basílica de Fátima.
    Há os católicos que se levantam todos os dias para irem trabalhar e os Opus Dei que usam e abusam das influências da Cáriatas para serem nomeados administradores da EDP e outras chinesices do mesmo género.

    E se passássemos a outra coisa?

    Tito Lívio Santos Mota
    que não é maçon, porque sim, mas que nunca será da Opus Dei, porque não, por questões de honra.


  27. um moço maçon de bons costumes a con fessar?

    deve ser da grande loja dos trolhas…daqueles que cercaram o Piñeiro de Azevém em 70 e tantos ou 4 ou 5 tanto faz…a sardinhada nos degraus do parlamento isso é que foi simbólico

    do ritual do assador de sardinhas nas escadarias do phoder

    kalderash num é maçon ó chorumbel da con fissão…agora és dois?


  28. Outros acusaram-me de incoerência, por também já ter feito parte da Opus Dei enquanto ateu. Não me importei e provei a todos que estava ali apenas pelos ideais que todos nós, irmãos, defendemos…esta foi gira borrei-me todo a rir …nós profanos não temos rituais de limpeza nem de bons costumes é pena…

    para quando um franchising da maçonaria?


  29. dddddddddddd…….


  30. olha este maçon moçon passou…..é a crise dos chorumbéis


  31. o tal que se borrou todo de rir, que se amanhe com a borrada.
    O que seria melhor era não dizer borradas.
    Mas, enfim…

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.