Atirar o pau a uma educadora

Se não batessem na minha filha, não me chateava tanto” – o caso da educadora que só à paulada devidamente explicado. E não, isto não é sobre futebol, é sobre educação.

Comments

  1. MAGRIÇO says:

    Segundo fonte próxima do FCP, para contornar “os fascistas de gosto”, o presidente do clube está a envidar esforços junto das autoridades para alterar a história que, segundo a sua opinião, deveria chamar-se “A História do Capuchinho Azul e Branco”. Consta que a Carolina aguarda com alguma ansiedade o que irá ele decidir quanto a “A Bela e o Monstro”…


  2. Tá caladinho pá, vai ler a entrevista e perceberás que isto não é um problema de futebol. É mesmo um problema de profissão errada.

  3. José says:

    Com uma educadora assim, o Chavez parece um santo…….


  4. Este ano tem que ser para o S.C.Braga!
    Os “antigos” grandes que engulam a mania que têm, principalmente os benfiquistas, pensam que são os maiores e é tudo deles Afinal aquilo não é apenas um clube de futebol?! E os do FCP, se fosse ao contrário, manifestavam-se?
    Começo a ficar cheio de ouvir “futebolês” metido em tudo!

  5. MAGRIÇO says:

    Caro João José Cardoso: dificilmente três palavras podiam ser tão eloquentes como as suas “Tá caladinho pá”! Não sou nada conservador, mas confesso que, por uma questão de formação, tenho grande dificuldade em aderir a “modernices” como tutear alguém que não conheço, o que revela alguma falta de, eufemisticamente, polimento; depois, mandar calar pouco educadamente alguém quando não nos agrada uma opinião parece-me muito pouco democrático. Sabe, eu ainda vivi uns anos no tempo da ditadura, e isso instilou-me uma grande aversão por todos os que pretendem impor a “lei da rolha” sobre que assunto for. Finalmente, dá perfeitamente para se perceber que o meu caro não faz a mínima discriminação de cor, desde que seja azul e branco. Não pense que fiquei minimamente melindrado, mas confesso que fiquei um pouco desiludido. Como considero que a clubite primária, tal como a partidarite, é uma das piores pragas da nossa era, desejo-lhe muito cordialmente as melhoras.


  6. Obviamente foi engano, respondi ao nome do mail e não ao nick. Pelos vistos sou amigo de um benfiquista que não é Magriço. As minhas desculpas.

  7. MAGRIÇO says:

    Desculpas aceites! Sem ressentimentos.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.