Hoje dá na net: O Contentor

de Edgar FeldmanFilme feito em colaboração com os alunos e professores da turma PIEF da Escola E.B. 2,3 das Olaias, em Lisboa durante o ano lectivo de 2010/2011 emitido pela RTP2 em 25/4/2012.

Dizem que vai ficar pouco tempo na net. Dizem-se tantas coisas.

É bom demais para não dar viral: uma escola como ela é, sem açúcar. Ao pé disto a quarta temporada do The Wired é para meninos. Quem voltar a falar sobre ensino em Portugal sem ter visto pelo menos um quarto de hora deste contentor, ou vivido um, vá dar banho ao dógue, tópas puto?

Comments


  1. Pode ser que lá entrem os Xutos com a sua carga 🙂

  2. alexandra says:

    Após ver o filme inteiro, que dura a realidade de trabalhar com estas criaturas, que se apresentam elas mesmas despidas, pois mostram-se limpas, tal como são. Conheço algo desta realidade, ainda que indirectamente. O caso, é que já me parece intenso vivê-lo através de quem o vive. Quanto mais vivê-lo em directo…duro.

  3. alexandra says:

    Acrescento que para quem não viveu em primeira pessoa realidades similares, é realmente difícil fazer-se uma composição de lugar da dureza deste trabalho. E duro deve ser também viver a incompreensão de quem vive de costas a esforços que não conhecem ou não querem conhecer…e não obstante, emitem juízos de valor, num momento dado.


  4. Interessante refletir sobre a escola e as necessidades destes jovens. Interessante o contraponto entre o que a escola oferece e a motivação dos jovens na construção de um filme, onde aprendem a narrativa, o trabalho em equipe. Aprendem sem dar por isso – a escola lúdica que Portugal esquece dia após dia. A escola criativa que produz inteligência. Estes miúdos aprendem isolados dos outros num contentor. Terão o destino definido? O ministro da Educação encontrará um contentor maior onde colocará todos os alunos “diferentes”? Interessante aqui seria olhar e mudar.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.