A Grande Mesa da Exclusão

Vejo imperdoável permanecer vivo neste desmoronamento da esperança, trazer todos os dias as carnes laceradas de uma incerteza asfixiante para mim e para os meus próximos, observando que a espécie a que pertencemos parece sensível à hubris da palavra transgredida, mas indiferente à clandestina normalidade de um amor proclamado, que até se possa viver dele, sorrir na própria nudez e indigência, o que nem merece comentários. Eis-me de novo à mesa, à grande mesa da exclusão. Parece que a coutada que os políticos reservaram para si permitiu caçadas excepcionais, prodigiosas. Servos da gleba, para nós nem os restos – ficou estipulado.

Comments

  1. maleus maleficarum says:

    a construção civil e as obras em maçonaria têm políticos por conta?
    Mas se são Ideologgia Free….


  2. … foi por esta razão que este governo destruiu as Novas Oportunidades? … 😀 … 😀 … 😀

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.