O meu antidepressivo

 

Os amigos são o melhor antidepressivo! Passa-se uma tarde com eles e eis que esquecemos o que queremos esquecer! E até há dores físicas que se atenuam. Qual comprimido, qual bebedeira, qual carapuça!

E não são precisos muitos (amigos, entenda-se). Poucos mas bons, eficazes no combate a dores de muita ordem!

Estar com eles é também viajar sem sair de casa… é fazer férias sem gastar muitos tostões! Levar um vaso para ele colocar na janela e um bolo de iogurte feito com ovos caseiros (de preferência) para completar a mesa que ele já tem preparada à nossa espera, tão farta. Recordam-se momentos juntos, rimos a ver fotos, etc. O tempo passa a correr. As suas fobias e problemas são semelhantes aos meus e tudo se mistura com um copo de vinho escolhido cuidadosamente. E assim passamos uma boa tarde e a vida se revela menos difícil.

Quem tem amigo(s) tem tudo.

Comments


  1. Verdade. Verdade. Verdade.
    Vivam os (bons) amigos!

  2. Sonia says:

    Foi perfeita a tarde! A Felicidade partilhada! Ver fotos e ao recordar histórias e situações, dar conta que mais de 30 anos se passaram e a Amizade, por ser assim, escrita com letra grande, vai ficando, resistindo ao tempo e acompanhando a evolução das nossas Vidas! Como é bom ter-te como Amiga e poder partilhar tardes onde, se eu pudesse, parava o tempo!
    Beijo grande e Obrigada!


  3. Os japoneses já criaram amigos baseados nesse conceito.

  4. MAGRIÇO says:

    Absolutamente de acordo! Nestes tempos conturbados por ambições e vaidades, por ignorantes que se julgam génios, por uma falta de carácter quase generalizada, quem tem bons e leais amigos pode considerar-se rico e privilegiado.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.