A História de Peter Rabbit, de Beatrix Potter

Conheço estas histórias há muitos anos. Tenho, inclusivamente, em casa alguns livros em Inglês das aventuras do Peter Rabbit. Tenho t-shirts estampadas com as magníficas ilustrações dos livros, reminiscências de quando trabalhei como agente têxtil, com algumas das pessoas mais fantásticas que até hoje conheci.
Em Portugal houve uma tentativa de lançar estas aventuras, com o nome de Pedrito Coelho, mas nunca com o sucesso alcançado noutros países, vá-se lá saber o motivo.
Este Pedro Coelho é, juntamente com a sua família e os seus amigos, uma personagem fabulosa, doce, um bocadinho atrevidota, diria mesmo malandreca, um pouco larápia, mas um sonho de Coelho.
A história de Peter Rabbit é triste, mas contada de forma nada traumatizante. Vive sozinho com a sua mãe e os seus irmãos porque o seu pai teve «um pequeno acidente» na quinta do Sr. McGregor, um velho agricultor de ascendência Escocesa, e acabou numa tarte cozinhada pela Srª McGregor.
Quase acontece o mesmo ao jovem Pedro Coelho quando vai roubar uns legumezitos ao agricultor. Por pouco não é apanhado pelo rude lavrador que já se baba pensando que vai comer outra tartezita de Coelho. Ao fim de várias peripécias, o nosso simpático ladrãozeco lá escapa «with a little help from his friends», não de todo impune, uma vez que perde o seu belo casaco e os seus sapatos pela segunda vez em quinze dias. A indumentária perdida acaba a enfeitar um espanta-pardais que o malvado velho McGregor coloca na sua horta.
Talvez seja esta a diferença de fundo entre Portugal e Inglaterra.
O Peter Rabbit deles tem cento e dez anos, é fofo, um autêntico bunny. Para ser conhecido, teve que se esforçar. É famoso em muitos países, sendo uma das obras de leitura fundamentais para muitas crianças que se iniciam na cultura Inglesa. Embora ladrão, rouba para comer. E isso até compreendemos. Percebemos que, apesar de orfão de pai, não passa grande necessidades e é uma criatura feliz, contudo, o seu lado de coelhito voraz leva-o a afastar-se dos irmãos e, desobedecendo às ordens específicas da mãe, aventurar-se no terreno do velho McGregor para se refastelar com umas guloseimas, que, evidentemente, sabem melhor por serem roubadas e comidas à socapa.
Nós temos um Pedro Coelho recentemente inventado, elevado aos píncaros, sem grande mérito, mas, e aqui admito que há algo em comum com o seu «homónimo» Inglês, «with a big help from his friends». Figura odiosa para muitos, nada tem de fofinho ou de coelhinho. A personagem que, desgraçadamente, nos calhou não rouba para comer, mas rouba-nos sem dó nem piedade o pão que cada vez menos comemos, os bifes que mal cheiramos, as bolachas que já não conseguimos dar aos nossos filhos, as vidas que cada vez mais se suicidam em Portugal, trucidadas pelo desespero de quem perdeu toda a esperança.
Este nosso coelhito voraz não age de forma inocente como a infantil personagem inglesa. Age de má-fé. Tenta vingar-se dos Portugueses, sem que se saiba que mal lhe fizemos. Mata-nos lentamente, seja por falta de medicamentos ou de cuidados médicos essenciais, seja por falta de comida, seja por falta de trabalho, seja por falta de dignidade.Tenta comer tudo o que pode para, a exemplo dos seus antecessores, brevemente poder aumentar aquela barriguita nada fofa trabalhando como administrador de uma qualquer empresa de um qualquer amigalhaço. Ou talvez seja ainda mais ambicioso e sonhe com a Europa a seus pés, rendida aos encantos do homem tão humilde e honesto que nem conta bancária tinha. O grande cérebro que sempre trabalhou como administrador de empresas que lhe pagavam para ser mais um boy.
Espero que, tal como o meu Peter Rabbit, o Pedro Coelho perca a sua casaca de grandes botões, que acabará a afastar outros «melros» larápios do poder, e tenha uma má-disposição tão grande que não consiga ingerir nada, a não ser um cházito que lhe alivie a azia.

Comments

  1. maria celeste d'oliveira ramos says:

    Dá para cuzinhar ?? como ??

  2. Talita says:

    queria achar alguns episódios em português, mais só tem em inglês! saberia algum site que tenha?

    • Any Araújo says:

      Aqui no Brasil passa a temporada em portugues. Tentes achar em algum site brasileiro ou mesmo no youtube

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.