Pânico de Vitor Pereira com o PS

Está em pulgas a curva azul dos Super – o António Costa vem aí e o Vitor Pereira atira-se aos critérios discutíveis dos homens do apito. Percebo o pânico – perder o poder é sempre uma coisa complicada e ter um adversário mais forte é sempre pior do que ter um mais fraco. Eu entendo o PSD e entendo que os apoiantes do actual governo queiram que o Braga jogue na máxima força contra o Sport Lisboa e Benfica. É natural que assim seja.

Se António Costa deixar a Capital, abre a porta a Seara, um benfiquista na capital, mas corre o risco de se tornar o próximo primeiro-ministro de Portugal. E isso incomoda o PSD.

E se calhar também incomoda Vitor Pereira que, pelos vistos, também foi ao mercado hoje. Só não sei se ao do Jardim do Marquês ou ao de S. Lázaro – tenho que ver, mais logo, a mesa da sueca.

Já sei, foi ao Castelo do Queijo – era lá que o Liedson andava a jogar ao sobe e desce, creio que com o Sokota e o Pizzi.

Comments

  1. Bufarinheiro says:

    O Vitor Pereira tem uma avença com todos os canais de televisão.
    Agora aparece sempre em todos os telejornais.
    Mesmo que seja para não dizer nada.


  2. Ora aqui está uma forma inteligente de ver a “coisa”: a coisa política e a coisa da bola, que todos criticam porque é reles (reporto-me a alguns comentários elitistas que defendem que no Aventar o desporto deveria ser proscrito porque não tem interesse, é coisa que nos distrai de coisas superlativas), mas, em tantos momentos, reflecte o que se passa em outros jogos, logo os de poder.
    Eu, que também tenho motivações superlativas, não tenho pejo em, por vezes, desbocar um pouco, a bola por tema. Como dizia o Joaquim Meirim, a bancada (física, de cimento) é o único lugar onde o carroceiro e o intelectual (ou seria o pedreiro e o médico, o engenheiro) são iguais, até na linguagem.
    Mas, voltando ao tema, que a conversa é como as cerejas, gostei destas farpazinhas ao VP. Eu, como se entende, tenho o JJ por mote, às vezes. Estamos quites. E se há quem tenha o António Costa, eu vou perder o Mesquita (se continuar por Braga) ou vou ter que aturar o homem de Ramalde (já não me chegava o hóquei…), Pizarro de apelido, se regressar ao Porto.
    Gostei de ler. A sério, João Paulo.

  3. nightwishpt says:

    Pois claro, ignora-se os argumentos e e ataca-se o homem. Como se o António Costa não fosse pressença assídua no camarote VIP no estádio sem luz.
    No fim, ganha quase sempre o melhor e a culpa há-de voltar a ser dos árbitros outra vez.
    Olhe que os seus meninos quando vão para um campeonato a sério ou mudam o jogo ou ficam com o currículo cheio de cartões.


  4. “Se António Costa deixar a Capital, abre a porta a Seara”

    Ai, desgraçada da capital com o Seara!!!!!

    Ter de gramar o Seara em Sintra, tem sido o que é …e agora em Lx, também?

    Phosga-se!!!!!!

    Mas acho bem que o A. Costa pegue no Ps porque já não há mais paciência para aturar o Seguro. (se alguma vez houve, enfim!)

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.