Privatização dos recursos naturais

c92ad2d20524074dc14e124e1e3437c6Populações que procuravam defender recursos naturais locais foram agredidas por polícia de choque que protege interesses privados na região grega da Macedónia. A história começa em 1995. Mais aqui.

Comments

  1. Olavo says:

    Se é privado não é de quem faz barulho. Ou será que só não conhecem a propriedade alheia quando não lhes toca no bolso?

    Se realmente quiserem fazer alguma coisa então façam como a Quercus. Façam uma colecta entre os associados e simplesmente comprem as propriedades em risco. Tudo o resto é fantochada cínica de quem quer mandar naquilo que é de outros.

    • Sarah Adamopoulos says:

      Por que é que não foi ler a história antes de vir aqui comentar? Está lá tudo explicado, é só seguir os links que deixei. Se o tivesse feito teria compreendido o que está por detrás dessa privatização abusiva dos *recursos naturais públicos*, na linha do saque que está a ser levado a cabo nos países mais frágeis da UE. Mas talvez ache normal que uma empresa de capitais estrangeiros (uma ramificação do Goldman Sachs) tenha comprado por um valor absurdo de baixo (e sem concurso público) aos então representantes do Estado grego um vasto terreno (onde há minas de ouro, prata, cobre e zinco), enviando 500 trabalhadores para o desemprego sem compensações. Note também que um tribunal deu razão às justas reivindicações populações. A história começa nos anos 90, ora siga lá os links que deixei e depois volte.

      • MAGRIÇO says:

        Tem toda a razão, Sarah! Há sempre pretensiosos a debitar disparates sobre assuntos que não domina, só para dar nas vistas, sem sequer se aperceber que, nessa sua cruzada ideológica em que a racionalidade está ausente, o que sobressai é a ignorância.


  2. Toca a abrir a pestana -> existe por aí muito político cujo ‘trabalhinho’ é abrir oportunidades para a superclasse:
    – privatização de bens estratégicos: combustíveis, electricidade… água…
    – caos financeiro…
    – implosão de identidades autóctones…
    .
    .
    Nota:
    1- a superclasse não só pretende conduzir os países à implosão da sua Identidade (dividir/dissolver identidades para reinar)… como também… pretende conduzir os países à implosão económica/financeira…
    2- a superclasse é anti-povos que pretendem sobreviver pacatamente no planeta…
    3- a superclasse apoia aqueles… que estão numa corrida demográfica pelo controlo de novos territórios.
    4- o caos proporciona uma OPORTUNIDADE à superclasse: um Neofeudalismo – uma Nova Ordem a seguir ao caos…
    [‘Detroitização’ de vastas áreas do planeta… pode-se ver, por exemplo, «aqui» o “paraíso” que é Detroit]


  3. ATAQUE-OS QUE AQUI ESTAMOS PARA A APOIAR .

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.