Jorge Jesus

Na Faculdade.

Comments


  1. Adorei, sobretudo, a parte da “ciência” que “criou”…
    http://www.jn.pt/PaginaInicial/Desporto/interior.aspx?content_id=3101735&page=-1

  2. Konigvs says:

    Eu só não compreendo como é que o homem só chegou a um grande já depois dos cinquenta anos. Gozam-no porque o homem troca o tempos verbais e dá uns valentes pontapés na gramática e depois convenhamos que é das figuras mediáticas mais caricaturáveis. Apesar de tudo está muito melhor nas conferências de imprensa, a formação que andou a ter no Benfica deve ter dado resultado e agora dá-se ao luxo de ensinar futebol aos jornalistas e aos adeptos em geral.
    De treinadores catedráticos e com barba de três dias há para aí aos pontapés, mas com doutoramentos ou com a quarta classe o que um treinador precisa é, primeiro saber de futebol e depois saber motivar os jogadores. Nada mais.
    E o mais extraordinário é que neste momento cheira-me que só mesmo uma pequena percentagem de adeptos, curiosamente benfiquistas é que desdenham do trabalho dele No Sporting e já depois de terem contratado o treinador dos treinadores, Godinho confessa que o que era bom era ter Jesus!
    E é interessante como o homem chega à Luz precisamente porque o interesse de Pinto da Costa funcionou para o Benfica como a prospeção de jogadores do Benfica funciona para o Porto. Se o Benfica se mostra interessado em determinado jogador é porque é muito bom, e o Porto chega-se à frente pagando mais, com Jesus foi o mesmo, e como era sabido que Pinto da Costa estava interessado nos seus préstimos e então Vieira dadas as circunstâncias chegou-se à frente o quanto antes.
    Só espero é que a ida de Jesus à universidade não funcione como Futre que depois de ter dito aquele enorme disparate sobre o “chinês” anda em tudo que é televisão a falar das suas memórias e a vender vibradores.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.