Sabe o que é ter informação?

Há passarinhos que tuitam, mas a limitação de caracteres nunca foi o meu mundo. Hoje, quem queria saber o que se estava a passar em Chipre, lia o Artigo 21º, no Facebook. Não é a primeira vez.

Querem perceber, de uma vez para todas, ó jornalistas desempregados e outros lamechas, que se pode fazer, deve fazer, comunicação, esse novo pleonasmo para os velhos jornais, e sem patrões?

Neste caso eles têm razão: acreditar num nobre ofício como trabalho é também apostar na própria sobrevivência, numa oportunidade que como é óbvio não é  para todos. Ficará para quem sabe que sabe fazer, como os fundadores d’ O Jornal a seu tempo acreditaram e não foram os únicos.

Com a diferença de que hoje não se depende de uma rotativa e sobretudo não se vai morrer nas mãos de uma distribuidora. Alguém precisa de um desenho?

o_jornal_2

Comments

  1. jorge fliscorno says:

    A questão do canal de comunicação não é problemática por agora. Não sei se daqui a uns anos continuaremos a ter acesso universal — já nem digo gratuito, a estas ferramentas de publicação. A avaliar pelas movimentações da UE e dos EUA, o panorama de hoje já seria diferente caso as propostas deles tivessem avançado. Mas mesmo hoje, a questão está no modelo de negócio. Por enquanto só baseado na publicidade e não me parece que tenha pernas para andar. Ideias?

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.