Vota, Camarada!

Comments

  1. Amadeu says:

    Cada vez estás mais taralhoco.

  2. José Manuel Coelho Vieira Soares says:

    Ainda não sabes ?…quanto mais se mexe na merda…………..

  3. celesteramos.36@gmail.com, says:

    Como a “alternativa” não é brilhante embora possa ser menos calabresa, pôr na rua o governo é gastar dinheiro e tempo com a maior das inutilidades e adiar o problema fundamental que é discutir que Plano de desenvolvimento para Portugal – que ensino que prepare também para a ÉTICA e responsabilidade colectiva – que problemas levaram ao estado actual e como disse ontem o constitucionalista Jorge Miranda, que ordenados milionários para os “empregados” de instituições inúteis além de PPP, que Fundações parasitas, que número de vereadores inúteis em cada autarquia – que SNS se quer como já se teve o melhor da Europa – que ensino e que Escolas e onde pois que se fecharam milhares e despediram milhares de professores – que obras públicas fundamentais projectar e construir e não gastar $$ em betão e amigos projectistas e construtores e autarcas e que cumprimento dos CE de cada um sem escorregar o preço da obra e tempo de construção que se tornou uma das maiores “minas” de dinheiro ilegal – que instituições que fiscalizem o real e moral funcionamento de tudo e todos sem policias nazistas – tanto para falar e discutir e acertar antes de “andar a brincar às eleições” só mudar para satisfazer “outras” é melhor estar calado e quieto como se faz desde 1986 em que nada mudou e tudo se deteriorou e muitos enriqueceram e roubaram para seu bem exclusivo e não para o país inteiro, como se vê pois que o país empobreceu como nunca e desmoralizou como nunca – que se aprecie publicamente e acuse os culpados e que sejam punidos em vez de promovidos para saltar para Bruxelas – que se veja afinal para que serve o Corpo Diplomático mundo fora – para que serve a televisão nos seus 4 canais para lavagem cerebral de quem precisa dela com programas exclusivamente de telelixo – que se pare para pensar e decidir para o bem de 10 milhões de habitantes – Que se exija da UE o mesmo que exigem alguns poucos países e que não se permita que são muito poucos a servirem-se dos restantes e se exija, igualmente, mais MORAL para a UE e decisões para “o bem comum europaU2 e não para os que vivem à custa da maioria e é altura de o dizer nas eleições europeias – que se exijam os direito de todos e não apenas de alguns – Que se mude a Constituição EUROPEIA onde ela é favorável só para alguns – que não se entenda o SUL apenas como os “servidores” do Norte porque sempre foi o SUL que CONSTRUÍU o que é hoje o NORTE que dizimou a europa duas vezes pelo menos – que se seja gente e não vampiros e que o LIXO do NORTE não seja vazado no SUL onde ainda resiste o que sobra do humanismo que o NORTE já esqueceu e meteu na gaveta – que haja NOVO RENASCIMENTO e não as conversinhas de ontem com o vizinho que está à rasca e agora dá beijinhos a Portugal – que se fala mais claro e não se minta tanto

  4. Dora says:

    Eu vou mais para o “deve genuflectir”

  5. celesteramos.36@gmail.com, says:

    Está a decorrer o programa Prós e Contras de onde se pode inferir como reinou o caos na diferenciação de formas como as reformas foram sendo calculadas de que se vê o resultado – os tais “funcionários públicos” que se metem todos no mesmo saco e de onde resulta afinal prejuízo para a maioria dos FP que sustentaram as administrações do país mas que se foram viciando e, agora, mais do que nunca – e eis provedor fala em complemento de reforma que nem sei o que é mas não falam nas “mini-reformas acumuladas (como tem o PR não é preciso ir mais longe e desconheço quantos anos devia trabalhar para ter tanta reforma inteira e outro ex é Manuel Alegre e sei lá quem mais), enquanto outros e são milhares, como eu, que trabalharam em tantos lados da FP mas recebo apenas UM salário como se tivesse apenas aí trabalhado o tempo inteiro e não com complementos de lado nenhum pois que nem sequer me permitiram “complementos” das escolas onde ensinei (mas descontei IRS não aceite para reforma e bem pensei que já tinha IRS e não teria de pagar mais vezes a não ser que me servisse, também, para vencimento de reforma, mão não serviu – serviu a Cavaco e a milhares mas não a mim) – nem sei explicar o que não percebo – hoje deste diálogo não vai sair nada porque o caos em que se viveu desde pelo menos 1986 só gerou o que se vive

  6. Nacionalista says:

    Eu votei outros: “fusilamento na escadaria de Belém”
    Fica a sugestão…

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.