O que importa é ganhar a Liga Europa

benfica chelsea

Vejo grande parte dos jogos de futebol na mesma tasquinha, há anos. Meia dúzia de benfiquistas, dois ou três portistas, um ou dois sportinguistas, compomos o ramalhete habitual. Comentamos jogadas, “amandamos” umas bocas, fazemos de treinadores de bancada, gritamos de alegria ou de impaciência. Há um ou dois benfiquistas mais nervosos que vaticinam a derrota e dão o jogo como perdido ao primeiro passe falhado pelo Benfica. Muitas vezes é um portista ou um sportinguista que se ri e diz “tem calma pá, ainda faltam oitenta e sete minutos”.

Esses meus amigos sabem uma coisa que lhes tenho dito, especialmente desde que Jorge Jesus veio para a televisão dizer que a prioridade era (é) o campeonato: não percebo. Garantido um lugar na Liga dos Campeões, se eu tivesse que priorizar (se pudesse escolher apenas um título), escolheria a Liga Europa. Não o digo agora (acreditem se quiserem), depois do jogo com o F C Porto.

Não percebo, repito. Para mim, ganhar uma competição europeia é muito mais importante, mais prestigiante, mais inesquecível, mais enriquecedor e mais competitivo do que ganhar um campeonato nacional.

Por isso, o jogo com o Chelsea é, para mim, o grande jogo do ano para o Benfica. Não o digo para desvalorizar o campeonato, digo-o apenas como, perante uma escolha, uns preferem ir para um país tropical e outros para uma estância de inverno.

Pouco me interessa, portanto, o que pensam o Jesus, o Vieira, ou os jogadores. Para mim, o que importa, é ganhar a Liga Europa. O resto, logo se vê.

Comments

  1. Ricardo Santos Pinto says:

    Concordo contigo. Muito mais importante.

  2. rui lima says:

    É obvio que JJ mentia e mente quando desvalorizava a Liga Europa, o 1º objectivo era vingar as humilhações que o FCP fez ao Benfic a e para agradar aos diretores.JJ nunca consiguirá um clube ao nivel do benfica ,não é treimador para um grande clube

  3. adelinoferreira says:

    Eu concordo totalmente com a sua opinião,
    mas os dirigentes,treinadores e a maioria
    dos adeptos (doentes) e não são poucos,não
    pensam assim.Para os últimos ganhar a Liga
    Europa é uma alegria imensa,mas esse estado
    esgota-se em poucos dias,porque ganharam
    a um clube estranjeiro.Perder o Campeonato
    Nacional é andar mais uma época a ouvir falar da derrota da época anterior para o
    “clube mais estimado”

  4. Konigvs says:

    Jesus diz muitas coisas, diz preto hoje e amanhã branco. No meu entender, não porque seja esquizofrénico, mas porque rapidamente lhe dão nas orelhas, e ele inverte o discursos. Acho também que ele na época passada entendeu o que é o Benfica neste momento e entendeu o que querem os adeptos.
    Na época passada ele apostou – como muita gente dizia que ele deveria fazer nesta época – em todas as frentes, e depois quando foi roubado na Luz e em Londres frente ao Chelsea, e foi roubado em Guimarães, Coimbra e Luz e o Benfica e perde o campeonato e a possibilidade de seguir em frente na Europa, é recebido com insultos por ter ganho unicamente Taça da Liga e muitos adeptos – certamente os mesmos que até sábado achavam que ele é o melhor treinador do mundo – queriam era que ele se fosse embora do clube.

    Ele entendeu que o que a grande massa adepta vermelha quer é ser campeão nacional, é passar a perna ao Porto e quebrar a hegemonia que Pinto da Costa tem, há mais de trinta anos em Portugal. E o discurso dele foi certeiro ao dizer que a prioridade e a aposta seria sempre no campeonato. No campeonato metia os melhores, na Europa rodava a equipa e jogava no sistema de só um avançado e com Gaitan no apoio a um só ponta de lança, e na verdade retirando essa pressão sobre os jogadores, afinal a Liga Europa nem era assim tão importante, consegue ir ganhar à Alemanha, Inglaterra, e vence todos os jogos com exceção do jogo da Turquia.

    Entretanto e puxando o filme atrás, é crucificado pelos média, que fazem dele quase um idiota, quando diz a coisa mais óbvia de todas “quem sair primeiro da Europa tem mais hipóteses de ser campeão nacional”. E se antes do jogo contra o Paços em casa diz “eu nem sei que equipa vou meter a jogar com o Paços”, logo passado uns dias, e certamente pressionado pela administração que acha que o Benfica consegue ganhar tudo, já vem dizer “o que é bom é jogar todos os dias”!

    Prova-se que o excesso de jogos comparando com o Porto que desde há muito só joga uma vez por semana acabou por provocar o seu tremendo desgaste e o Benfica acaba por vítima do seu sucesso em todas as frentes, e uma excelente época, pode não ser assim tão vitoriosa se não vencer pelo menos campeonato ou Liga Europa.

    E o mesmo Jesus que disse que a prioridade é o campeonato também disse nesse exato momento qualquer coisa do género “apesar da possibilidade de vencer a Liga Europa ser muito mais prestigiante para mim como treinador”, e quando me lembro que no sábado – sem ter visto o jogo nem qualquer resumo – que com um banco muito superior ao do Porto coloca em campo na segunda parte o central Roderick e Aimar que apesar de genial quase nunca foi opção esta época, pergunto-me se essas duas opções aparentemente estranhas não teriam também a ver com o jogo de hoje.

  5. nightwishpt says:

    “Ele entendeu que o que a grande massa adepta vermelha quer é ser campeão nacional”

    O que a grande massa adepta vermelha quer é dizer que foi roubada todos os jogos e que o povo do norte é corrupto, bronco, etc, etc.
    Ou então andam mal representados.


  6. O fuchibol é a melhor das coisinhas piores

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.