Tó Neto 1955 – 2013

Acabo de saber da morte súbita do meu amigo Tó Neto.

Estive com ele há poucos dias, estava cheio de projectos e muito contente com as coisas que andava a fazer. Tinha projectos para o futuro a curto/médio prazo que passavam por Angola, uma ideia muito bonita e interessante para o qual se estava já a preparar, não apenas como músico, mas como documentarista e, importantíssimo para ele, como angolano.

Cheguei a visitar o camião-estúdio que tinha comprado para, como me dizia, ir filmar os lugares de Angola que ele sabia que iam desaparecer em breve.

Partiu domingo à tarde sem se despedir dos amigos e eu não sei como o homenagear. Prefiro pensar que foi filmar, à sua maneira, paraísos longínquos perto do Kuíto, onde os rios são tantos que lhes perdemos os nomes,  enquanto nós aqui ficamos a ouvir músicas do seu último disco

Descansa em paz, Tó, foi um prazer ter-te conhecido.

Comments

  1. Jorge Carrilho. says:

    Feliz por o ter tico como amigo e foi um prazer e uma honra ter tocado com ele. Até um dia To……

  2. Alonso says:

    Retenho do Tó Neto muitos momentos de confidências e percepções de gente que nos rodeia , sendo notável o lado criativo dele . Para mim ficou a honestidade criativa e partilhamos uma Moamba , que fica para sempre . E a vida continua , e que a nossa ” importância ” não seja como parece

  3. são correia says:

    Tou triste. O Tó, além de bom amigo de muitos anos era um gajo bom e cheio de futuros bonitos de fazer gente feliz..

  4. josé Araújo says:

    Abraço Forte para a Família e Amigos desta Músico Impar que Angola viu nascer,Obrigado por teres Existido como Homem porque o teu som ficará para Sempre!!!

  5. Vasco Antunes says:

    O Tó Neto era dono da Honda 50 mais original que eu já vi…..Tinha um guiador, desenhado por ele que era o prenúncio do bom gosto e capacidade de inovação que já tinha e do génio que viria a ser!
    Reporto-me a 1975, no Bairro da Samba onde todos fomos criados sem medos nem angustias ! E das trades em que ele teclava no orgão electrocnico do Pai !

  6. Marta Cochat Osório says:

    Adeus, Tó! Tanta saudade.

  7. Paulo Amilcar says:

    Somos sempre quem connosco cresceu. Até!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.