Dia nacional da fraude nos exames

Às 10h 12m estas alunas já conheciam o conteúdo do exame. Em qualquer parte do mundo a quebra de confidencialidade de uma prova chega e sobra para a anular. O rigor e a exigência de Nuno Crato acabam aqui.

via Educar a Educação.

Comments

  1. Ana Miranda says:

    Como assim, conheciam o conteúdo do exame? Não saiu “Felizmente há luar”. A aluna deu um palpite, que, aliás, já corria há algum tempo… Não estou a ver, nesta reportagem, onde está a “questão”.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.