E a greve continua

Visibilidade actual das pautas finais do ano lectivo de 2012-13:

pautaQuantos conselhos de turma por realizar?

Comments


  1. E continua até 6ª feira a todas as reuniões, com ou sem exame no fim do ano (5º, 6º, 7º, 8º, 9º, 10º, 11º e 12º, bem como no 1º ciclo).

  2. Bento Norte says:

    Se a matemática não é uma batata, com uma enorme percentagem de exames realizados e uma adesão grandiosa á greve, então há carradas de professores a mais.


    • Batata? é mais para o nabo.

    • Carlos Rafael says:

      é só ver a quantidade de vagas, a facilidade com que se entra nos cursos de ensino e a simplicidade dos cursos…

      • Ultimate Bexigaman says:

        Sem esquecer que, para além dos cursos específicos para o ensino, quase todas as áreas científicas permitem também que se vá depois leccionar a nível escolar (sem ser no Superior), o que contribui ainda mais para a massificação de elementos na profissão. Mas se cortarem vagas/cursos, agita-se tudo e voltam às greves…


        • O facto de entretanto termos menos 40 mil professores não conta para nada. De terem sido eliminadas disciplinas, aumentada a carga lectiva, aumentado o número de alunos por turma, isso não conta.
          E se fossem cuspir a vossa propaganda de treta para outro lado?


          • O Salazar, e toda a corja que continuou a política de ignorância, desinformação, estupidificação das massas fizeram um trabalho incrível. É só ver quantas pessoas seguem os disparates do governo, não saíndo do rebanho. O Crato agradece, seus saloios.

          • Ultimate Bexigaman says:

            Ao Sr. Pedro Marques nem vou responder, porque como contra-argumentar uma ofensa pessoal, seu idiota? 🙂
            Ao Sr. João Cardoso, vá olhar para os países desenvolvidos, para a carga lectiva e para o pagamento dos professores na Finlândia antes de vir vomitar a sua ignorância. Pode ser que lhe cure a diarreia verbal.


          • Vá você. Se aprender a fazer comparações entre quem acabou com o analfabetismo 100 anos antes de quem ainda o tem, pode ser que deixe de defecar disparates.

          • Carlos Rafael says:

            não consigo perceber em que medida a diminuição de disciplinas e o aumentar das turmas exige mais professores…
            suponho que seja porque a matemática é um nabo… pena, talvez devessem ter aulas com o Crato, porque tamanha idiotice vinda de pessoas supostamente educadas …
            acrescento ainda que acho a minha propaganda de superior qualidade, se é de treta, bem a vossa…

          • Ultimate Bexigaman says:

            É com mentalidades como a sua que o analfabetismo nunca se há-de curar… Se não se olharem para os bons exemplos e ficarmos sempre reduzidos à nossa bolha de mediocridade, a nossa evolução vai ser, no mínimo, complicada. Mas um bem-haja para si e para os da sua laia, para quem o inimigo é e sempre será o Governo, que tem de ser derrubado e que se dane o resto!


          • Claro que não consegue perceber que estas medidas, economicistas e contra a qualidade do ensino, tenham diminuído o número de professores, por uma razão muito simples: não é a matemática que é um nabo, experimente olhar-se ao espelho que vai encontrar a hortícola.


          • O analfabetismo cura-se? com umas gotas?

          • Ultimate Bexigaman says:

            Comprimidos… Se esse é o seu contra-argumento, palmas para si, fez figura de idiota.


          • Contra-argumentar implicaria que tivess invocado um argumento. Ora limitou-se a não entender o que eu escrevi, velha forma de seguir em frente quando não nos dá jeito a conversa. Ou será mesmo imbecilidade em estado puro, dúvida que me assalta, mas vai tudo dar ao mesmo.

          • Carlos Rafael says:

            o número de professores diminuiu? mas andaram a atirar se de um penhasco? suponho que seja uma alternativa razoável a ouvir a sua conversa, mas parece me um pouco drástico …
            mas se fala com tanta convicção (tal como qualquer outro fanático religioso, ou o nosso equivalente, o fanático político) saberá certamente a facilidade da entrada em cursos de ensino… vagas infindáveis, médias baixas, cursos facílimos…
            mas aqui a questão não é o governo, é o partido.
            se o meu partido não está no poder, então está tudo mal!
            que é que interessa se as ideias mudam! o que interessa é que eu sou do benfica e foi o porto que ganhou as eleições (isto a título exemplificativo) então tenho de lutar contra tudo o que se tente fazer!
            e o saloio sou eu?
            (a história da hortícola é só caricata…)

          • Carlos Rafael says:

            quem não está a perceber qualquer coisa aqui é o senhor, e é a mais simples matemática… novamente sugiro que peça explicações ao Crato


          • Diminuiu porque foram despedidos, embora tecnicamente não o tenham sido porque eram contratados.
            E se quer defender o seu partido no poder faça os trabalhos da casa. Há menos professores mas o preço chama-se pior ensino. É assim muito difícil de lá chegar e entender que os cursos de via de ensino não são para aqui chamados?


          • E não peço explicações a mentirosos. Mudam os números conforme lhes dá mais jeito.

          • Ultimate Bexigaman says:

            Como é que isso pode não ser para aqui chamado, se uma das razões (não a única, decerto, mas das principais) para o decréscimo arrepiante da qualidade do ensino é o facto de praticamente qualquer aluno que acabe o Ensino Secundário se possa tornar professor, independentemente das suas capacidades?

          • Carlos Rafael says:

            decida se por favor! mas diminuíram ou não?
            que eu saiba um professor despedido continua a ter no seu curriculum a sua licenciatura, por isso sim há excesso de professores.
            mas se quer perder metade do seu ordenado para se contratar mais um professor esteja à vontade, tenho a certeza que o Nuno Crato está a favor!
            depois não venha com as suas greves em épocas de exames para se queixar do seu salário…


          • Não há nenhum decréscimo na qualidade de ensino, arrepiante é alguém poder afirmar isso contrariando todos os indicadores internacionais.
            E para leccionar é preciso uma licenciatura e um estágio, não basta o secundário (houve tempos, houve mas acabaram no séc, passado).
            O resto é tão idiota, que nem comento. Antes de falar do que não sabe estude, pesquise, vai ver que não lhe dói nada.

          • Carlos Rafael says:

            notou o praticamente?
            é claro que é preciso uma licenciatura, mas dado o seu grau de dificuldade… qualquer pessoa a obtém…actualmente para se dar aulas é necessário um mestrado, mas também ele é fácil…
            e decida se por favor!!
            ora há falta de professores ora há excesso…
            ora a qualidade do ensino diminuiu ou não…
            tente ser minimamente coerente…

          • Ultimate Bexigaman says:

            Quem é que não está a compreender agora? Foi você que disse que o ensino estava pior, e aí, não sei que indicadores vê, pois, todos os anos, se verifica que assim é; por fim, o que eu queria dizer é que qualquer aluno, independentemente da média, pode concorrer para um curso com vista o ensino, pois as médias de entrada destes são extremamente permissíveis. Afinal não é só a matemática que o aflige, o português também não é bem dos seus domínios, estou a ver.


          • Um idiota que confunde resultados em educação, mesuráveis em ciclos longos, com o que está a ser feito e se vai pagar mais tarde, não merece resposta. Passe bem.

          • Carlos Rafael says:

            está explicado o facto de o senhor ser professor…

          • Ultimate Bexigaman says:

            Portanto, os resultados actuais são admissíveis? Ou são os que se vão pagar mais tarde? Juro que você soa cada vez mais incoerente, e duvido que as gerações futuras aprovem.

  3. Carlos Rafael says:

    mentiroso ou não percebe certamente mais de matemática do que o senhor… depois pode fazer as contas por si e tirar as suas conclusões


    • Se comentar não beba. Depois dá nesses disparates.

      • Carlos Rafael says:

        será um disparate que o nuno crato é um dos nossos melhores matemáticos?
        (é verdade que não tenho imenso respeito pela estatística enquanto disciplina de matemática, mas mesmo assim é indiscutível que é um excelente matemático)


        • Na próxima universidade de Verão da JSD pede para te explicarem a diferença entre um economista e um matemático.

          • Carlos Rafael says:

            ainda estou para perceber o porquê de me acusar de ser de direita…(claro que é melhor do que no outro dia que era directamente para fascista…)
            quando ao J… bem se eu enquanto adulto educado e professor tivesse de recorrer a insultos e barbaridades para falar com a juventude…cavava um buraco bem fundo e enterrava me…
            se calhar não é o Crato que se devia demitir…
            claro que como é habitual o que interessa é o nome do partido…
            (e visto que aparentemente não apanham uma indirecta,ou não tivesse eu de me repetir várias vezes, eu não sou de direita….)


          • Chama-se um barrete bem enfiado.

          • Carlos Rafael says:

            pense o que quiser, mas mesmo assim preferia ser de direita e ter um pouco de bom senso do que ser como o senhor e ser um fanático político que pensa que tudo o que o seu partido faz ou pensa está correcto

          • Carlos Rafael says:

            já agora, acho curioso que apesar de achar que eu tenho idade para participar na JSD, seja o senhor a recorrer a um argumento que suspeito que maioria das pessoas deixa de usar depois dos 12 anos…


          • Bastava enfia-lo até às orelhas, não havia necessidade de o meter até aos pés.

          • Carlos Rafael says:

            visto que percebe tanto sobre barretes talvez devesse dar aulas sobre o assunto e deixar o futuro do país em mãos mais competentes


          • Acabou o recreio, ó boy. Até me podes chamar o que quiseres, insinuações sobre a minha competência profissional acabam em tribunal, e tenho mais que fazer do que perder tempo com um boy de turno.
            Vais para a puta que te pariu e para o corno que a amansou, e acabaram-se os comentários pelo menos por hoje.

          • Ultimate Bexigaman says:

            Não haja dúvida que é a ser civilizado que mais se aprende… Com esse paleio, tenho pena dos alunos que o ouvissem, mesmo a falar de barretes;


          • E vão dois. Se querem tratar da minha profissão comecem por assumir a vossa.

  4. Rui Bastos says:

    Eu só acho triste é a facilidade com que se parte para o insulto, por aqui… Também já apanhei professores assim, que não conseguiam comunicar lá muito bem de forma civilizada, e não foi com eles que aprendi grande coisa.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.