Promessa fácil

Há um ano e uns meses a França via François Holland ser eleito presidente. Questionava-me na altura se as promessas seriam para manter e a resposta aí está. A França prepara uma subida de impostos que renderá 4 a 6 mil milhões de euros.

Nessa altura, em França ganharam as promessas que fazem o imaginário reivindicativo da oposição em Portugal. O PS apresentou há dias umas quantas banalidades com as quais acha que virá a ganhar as eleições e, tal como Holland, chegar ao poder.

Hesitações por se prometer o que  se sabe que não se irá cumprir? Importa lá. Há que dar de comer à trupe que vive daquilo que o partido proporciona e a promessa é ainda mais fácil quando os incompetentes estão no governo. Bastam banalidades.

Comments

  1. Cheguei a desejar ver o P.R. dissolver a A.R. apenas para ver o Tó-Zé obrigado a governar sem margem de manobra por depender do financiamento externo. Não basta dizer o que se pretende, é também necessário ter dinheiro para o fazer…

  2. Zero says:

    O Socialismo é muito bonito na aparencia, mas depois percebe.-se que é uma farsa

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.