Amor de fisco

O fisco está apaixonado por mim. Escreve-me cartas de amor com intermináveis lengalengas, das quais se destaca a adorável secção “Aviso de Confidencialidade”, em bilingue, a qual só por si, tem 2289 caracteres. Por acaso, atendendo a quem são os senhorios do país, surpreende-me que não tenha também uma secção em alemão e outra em chinês mas, lá está, o amor lima as imperfeições.

Nas últimas semanas, o romance tem estado particularmente alto, com mails sobre a factura da sorte e, agora, com novidades do IRS.

Declaração de IRS
Caro Contribuinte xxxxx,
A sua declaração de IRS, entregue em xxxx, foi considerada certa após validação central.
Para obter o comprovativo de entrega da declaração de IRS, utilize a opção Serviços > Obter > Comprovativos.

Dizem as boas regras que cartas de paixões obsessivas são para ignorar mas não resisti a esta última. Tonto! Logo levei uma chapada, como que em retaliação pela anterior falta de retribuição.

fisco-indisponivel

Tiro daqui a minha ilação. De amores não correspondidos não se esperam palavras de chocolate. (Inventei este provérbio agora, para aproveitar antes que o fisco taxe os açucares, em mais uma retaliação por não lhe ligar.)

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.