Em 2009, 63,2% não quiseram saber

vote_or_die

«Dizer mal no sítio certo» –, assim disse a minha amiga para falar dos portugueses que praguejam contra a classe política mas que não votam (mesmo se muitos julgando fazer bem, movidos pela estranha convicção de que desse modo combaterão os maus governantes). É isso mesmo: digam mal no sítio certo: nas eleições. «Digam mal» das decisões políticas – ou sobretudo da falta delas –, mas em vez de ser no café, nas urnas.

Em 2009 a taxa de abstenção nas Eleições para o Parlamento Europeu atingiu em Portugal a «módica» percentagem de 63,2%.

Coragem portugueses, só vos falta votar.

Capitalismo na sala de operações

Como não ser operado acima das suas possibilidades, após o corte das gorduras do estado.

O 1o. de Maio por esse mundo fora…

Hoje o dia foi assim, um pouco por todo o lado:

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

ler/ver mais

Não há dinheiro

Portugal foi dos países onde o peso do rendimento dos 1% mais ricos mais cresceu.

O trampolineiro

verdade

Passadas duas semanas, Passos Coelho e os seus ministros fazem o oposto do que prometeram. Depois sentem-se quando lhe chamam mentirosos, que “em política não pode valer tudo“. A palavra deste governo vale zero e a pequena parte do DEO que quase são boas notícias para 2015 vale igualmente zero.

Aqui ficam as declarações de há quinze dias sobre a promessa das medidas que não “incidam em matéria de impostos, salários ou pensões”. “Creio que já esclareci bem essa matéria”, disse então Passos Coelho. E que “terão de ser identificadas poupanças ao nível da máquina do Estado”.

[Read more…]

Urban String Music

urban-string-musicUrban String Music

O G… é meu amigo de infância.
Já em miúdo ele transbordava musicalidade, hoje é violoncelista e vive a existência complicada de quem almeja fazer profissão desta arte incrível que é a música.
Talvez seja ignorância minha, é verdade que estou desligado de muitas coisas consideradas comuns e normais na “nossa” sociedade, mas esta apanhou-me desprevenido: multado por não ter licença de músico de rua? Eu entendo que seja necessário ter licença para conduzir um veículo pesado, por exemplo, é potencialmente perigoso e há uma responsabilidade que tem de ser assumida pelo condutor. Mas para tocar música na rua? Há o risco de pegarem numa pandeireta ou num oboé para desatarem à pancada com o dito cujo? Ou será que têm medo que possam andar por aí fazer fortunas a tocar na rua? Epá, músicos de rua, cuidado com eles.

O G… desabafa: “país de palhaços“. Antes fosse. Mas depois teriam de arranjar licença…
Update: soube agora que avisaram o G… que teria mais problemas se postasse a foto. A censura só reforça a partilha.

Jornais

Uma das tristezas quotidianas que muitos de nós partilham é a da frustração que se segue aos momentos em que, não resistindo ao síndroma de privação adquirido desde tenra idade, que consiste na compra e leitura – cada vez mais rápida – de jornais, nos deixamos tentar pelas folhas de couve que se vendem sob essa nobre designação.

Só uma coisa é certa: seja qual for o jornal que compremos, arrependemo-nos de não ter comprado outro. Má escrita, servilismo, auto-censura, aldrabice e manipulação pura e dura é o que recebemos em troca do nosso dinheiro. Cada vez mais rareiam os bons jornalistas e mais abundam os pedantes e ignorantes. [Read more…]

Dizem que é um governo liberal

Nada mais falso! Trata-se apenas de um bando de mentirosos. Espero que não estejam a contar com o meu voto em futuros actos eleitorais. A opção política agora revelada, visa manter o Estado socialista, perpetuar esquemas em pirâmide sem nunca obviamente deixar de cuidar dos seus. PS, PSD e pelos vistos até o CDS/PP quando tem oportunidade, não hesitam ir ao bolso dos portugueses. O mais certo será nos próximos anos ninguém me avistar perto sequer de qualquer assembleia eleitoral. Já que são crentes, podem ir todos para o Diabo que os carregue e levem com eles o inútil inquilino do palácio rosa, situado nas imediações da Antiga fábrica dos pastéis de Belém…

O Dia do Trabalhador 40 Anos Depois

pingo-doce-1-de-maio_bNada a declarar. Obrigado.