Ao desbarato

Da imprensa de hoje: enquanto as Finanças travam a classificação de imóveis como monumentos para vendê-los, o ministro da Economia foi à China vender os transportes de Lisboa e Porto e a EGF. Até às próximas legislativas, sobrará alguma coisa?

Alucinações de campanha

Rangel distribui calendários do mundial de futebol e chama-lhe pedagogia europeia.

Fernando assinou hoje pelo Manchester City

É oficial.

Bitcoin

Este vídeo é dos mais interessantes que conheço sobre o assunto. Certezas não existem, apenas previsões e teorias, mas sem dúvida alguma que será algo a acompanhar num futuro não muito distante.

Primavera

pr velha coimbra
Coimbra, Praça Velha, Maio de 2014

A economia dispensa a história

Já dizia o pequeno comentador do economiquês nacional que os professores de história em nada contribuem para o crescimento e o certo é que vamos confirmando que, nesta nova Europa utilitarista, as humanidades são entretenimento para inúteis. Os resultados nem estão a demorar muito a aparecer. Desmemoriada e cega pelos números, a Europa condena-se a repetir os seus horrores.

Leia-se esta reportagem de Maria João Guimarães, em Marselha, acerca do clima de rejeição aos estrangeiros, sobretudo em zonas multiculturais, e de como os partidos nacionalistas estão a capitalizar o descontentamento face à situação económica e a desconfiança em relação à diferença. Quem tem memória de um passado não tão longínquo, como o reformado Auguste Olive com quem a repórter falou, não pode evitar as comparações: [Read more…]

Go Anna!

  Um vídeo que tinha que passar por aqui, ou não fosse o Aventar um blogue de excelente bom-gosto. Critique-se o que se criticar, e este videoclip (será que se lhe pode chamar isso?) está pejado de oportunidades para praticarmos esse exercício, é interessante a associação que se pode fazer entre By Anna e Vai Anna (Go Anna), e, em última instância, Baiana (que me perdoem as Baianas, mulheres que muito admiro). Lagarto, lagarto, lagarto! Ou, como a Anna certamente dirá: largato, largato, largato! Por tudo aquilo que pode ser retirado desta brincadeirinha, isto dava um excelente  tema de uma tese de doutoramento. Pena é a melodia gamada à Britney Spears. A Anna ter-lhe-à (perdão, terá-lhe) pedido autorização? Uma coisa é certa, se a rapariga pôs isto a render através do Google AdSense, como já foi sugerido, nem precisa de um marido para fazer fortuna.