O sentido de Estado e tal

A Daniela e o João já o relataram, mas, de tão notável, ainda sobra para uma terceira volta. Um conjunto de pessoas da direita, mais tementes aos mercados do que a Deus, alinhou numa brincadeirola, que até foi levada a sério em alguns meios internacionais, onde inventaram um golpe de estado e, activamente, o propagaram no twitter. Ah e tal a esquerda irresponsável e os comunas e o comandro, tudo devidamente vertido em posts cheios de sentido de Estado. E, no entanto, assistimos aos fins a justificarem os meios, nem que para isso pratiquem a antítese do que defendem. Vale tudo para manter o poder.

image

Parabéns João Miranda, Pedro Prola, Ricardo Oliveira e Rodrigo Paiva. Como se sabe os mercados não funcionam por boatos.

Comments

  1. Daniela Major says:

    Não sei se havia um plano concreto em relação a isto ou se é só obra de alguém com piada – porque para mim objectivamente, tem alguma graça alguém conseguir criar este mito usando imagens do Benfica a celebrar a vitória do campeonato no Marquês.

    Se o plano era tentar mesmo descredibilizar a esquerda então ele saiu um bocado furado porque todas as reacções internacionais que se fizeram sentir são de apoio à esquerda, contra os métodos que o Presidente (que tem por trás a UE) utilizou.


  2. “Um conjunto de pessoas de direita”

    Quem começou, e foi depois dos maiores incitadores, foi o Pedro Prola. Socialista. Daqueles com cartão de militante e tudo.

    • j. manuel cordeiro says:

      Há sempre erros de casting. Tipo aquele militante socialista chamado Pacheco Pereira.