Os novos lesados bancários do rectângulo


db

O Deutsche Bank, alemão que é, tem que ser, nem podia ser de outra maneira, magistralmente gerido. Se ultimamente tem dado problemas, tal encontra explicação nos focos de sovietização que se acendem um pouco por toda a Europa, e que, como se sabe, são nocivos para a saúde financeira de bancos responsáveis e plenos de valores éticos como o Deutsche, que ainda por cima é deutsche. Brincar aos especuladores não teve nada que ver com este assunto. É desígnio divino e não merece castigo.

Mas como no melhor pano cai a nódoa, há coisas que correm mal e até gigantes como o banco alemão acabam por lesar um ou outro indivíduo. Estranho é que alguns desses indivíduos, abalroados por produtos derivados financeiros daqueles mesmo bons, sejam cá do rectângulo. Num país onde as classes alta e média são destruídas por impostos sobre o património, aumentos nos impostos sobre balas e coca-colas, e cortes nos contratos de associação, quem raio terá dinheiro para ter a honra de poder abrir uma conta no Deutsche Bank? Não estava nada à espera, Portugal está ainda mais perdido do que eu imaginava.

Foto: Sean Gallup/Getty Images@Visão

Comments

  1. Luís Lavoura says:

    até gigantes como o banco alemão acabam por lesar um ou outro indivíduo

    Li o linque e o que vi não foram indivíduos lesados, mas sim indivíduos que fizeram um determinado investimento que, azar deles, correu mal. Compraram obrigações da PT e a PT não pagou as obrigações. É uma chatice, mas a culpa não é do Deutsche Bank. Os indivíduos não foram lesados pelo Deutsche Bank, tiveram simplesmente azar no investimento que fizeram.

    • Enquanto tive na Banca, avisei muita gente para não fazer esse tipo de investimentos.
      A razão está à vista. E sim a culpa é dos próprios clientes, mas também é da banca, que genericamente engana os clientes.

Trackbacks

  1. […] Se é bom ou mau mudar, remeto para os economistas que percebem da coisa. Eu sou apenas um esquerdalho e os esquerdalhos, é sabido, não percebem nada de economia. Ou de gestão de bancos. Aquilo que eu vejo é meio plantel do BPI a chegar à Caixa no mercado de Outono, um espanhol – ai que xenófobo – que vem do Santander, aquele banco que comprou um banco português em saldo ao anterior governo, pouco depois de um canal televisivo propriedade de uma empresa da qual é um importante accionista ter lançado o pânico, com base em nada, sobre esse mesmo banco, e um alemão, que também tem um bom currículo e que tem a vantagem de ser alemão, logo um belo exemplo de gestão bancária para todos nós. Basta olhar para o Deutsche Bank para perceber que eles percebem da coisa como ninguém. Até em Portugal já há lesados. […]

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s