Eduardo Vítor Rodrigues, uma escolha oportuna da SAD do FC Porto


evrpdc

Eu nem queria muito regressar ao tema do futebol, depois dos puxões de orelhas que levei no outro dia a propósito de uma brincadeira com um vídeo dos adeptos do Vasteras, clube sueco que exige 250 mil euros ao Benfica pela transferência do central Lindelöf, mas como desta vez o assunto até diz respeito ao meu clube, acho que consigo um desconto e talvez me safe de igual destino.

Com a saída Antero Henrique, abriu-se uma vaga no conselho de administração do Futebol Clube do Porto. E quem propôs a SAD para o lugar? Eduardo Vítor Rodrigues, o presidente da CM da Gaia que distinguiu o benemérito Marco António Costa. Parece-me uma escolha oportuna, até porque o meu clube até tem ali o seu centro de treinos, mas faz-me sempre alguma confusão ver a política misturar-se com o futebol a céu aberto. Que é feito da hipocrisia dissimulada, que nos fazia acreditar que estas coisas não passavam de conspirações orquestradas numa qualquer taberna de Carnide?

Sei bem que não é caso isolado, mas ver um clube, presidido por alguém sobre quem tanta polémica pende, incorporar um autarca em funções que tanta polémica tem gerado por medalhar alguém tão polémico, apesar da catástrofe financeira que apadrinhou e dos constantes e aguerridos ataques que Eduardo Vítor Rodrigues lhe desferiu durante a campanha de 2013, parece-me um terrível erro de casting da cúpula decisória do FC Porto.

Ainda assim, e por muito mau que isto possa parecer, visto da perspectiva de um portista, antes isso do que estar na posição dos meus amigos socialistas que, sendo de Gaia, integram aquela categoria de adeptos do Benfica que não perdem uma oportunidade para espetar a sua alfinetada do Porto. Sempre os quero ver descalçar esta bota, enquanto fazem longas dissertações sobre corrupção e fruta para dormir. Já agora, para quando uma medalha para Jorge Nuno Pinto da Costa? Sempre deve ter feito mais por Gaia do que Marco António Costa. Pelo menos não enterrou a cidade em dívidas.

Comments

  1. Rui Naldinho says:

    Caro João

    Se a escolha é ou não oportuna, desconheço? Mas de uma coisa eu tenho a certeza.
    Eu lembro-me com alguma ironia dos tempos em que esse sportinguista chamado Luis Filipe Meneses era Presidente da Câmara de Gaia. De ele ter abraçado de alma e “coração”, um projecto do Olival, freguesia do concelho de Gaia, onde foi construído o centro de estágios do FC Porto. No seu mandato de dezasseis anos como presidente da Câmara de Gaia, o clube azul e branco foi 11 vezes campeão nacional de futebol, fora o resto das modalidades como o Hóquei em Patins, etc, ganhou uma Liga dos Campeões da Europa e duas taças da UEFA.
    Lembro-me ainda daquele “gajo” com a mania de contabilista, um anti Portista reacionário, estilo Boavisteiro Benficoide, ou será que era mais Lagartoide, parece que se chamava Rui Rio! O homem não sei por que razão, resolveu embirrar com Pinto da Costa e com a Glória da Invicta.
    No seu mandato de doze anos como Presidente da Autarquia, apesar de ignorar acintosamente o Dragão, o clube azul e branco conquistou 9 títulos de Futebol Nacional, as mesmas duas taças da UEFA e uma Liga dos Campeões da Europa, que coincidiram com os mandatos de Menezes.
    Porra! Se é para ficar de jejum mais um ano, que venham de novo o sportinguista Luís Filipe Meneses e o Boavisteiro Benficoide Rui Rio, cada um deles para os seus lugares.

    Voltai meus filhos, voltai, que estais perdoados!

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s